*Sejam*Bem-Vindos* A Morada Suprema do Amor a Deus *

Maio 19 2017

IMG_7657.JPG

 No Bhagavad-Gīta capitulo 3, verso 31 Krishna a Suprema Personalidade de Deus diz:

"Aqueles que cumprem seus deveres de acordo com Meus preceitos e que sem inveja seguem fielmente este ensinamento livram-se do cativeiro das ações fruitivas."

O preceito da Suprema Personalidade de Deus, Krishna, é a essência de toda a sabedoria védica e, portanto, é eternamente verdadeiro em todas as circunstâncias. Deve-se ter fé firme neste preceito, sem invejar o Senhor. Um homem comum que tem fé firme nos eternos preceitos do Senhor, embora seja incapaz de executar tais ordens, liberta-se do cativeiro da lei do karma. Ao ingressar na consciência de Krishna, talvez ele não cumpra na íntegra os preceitos do Senhor, mas porque não se deixa abater por tal limitação e trabalha sinceramente sem se preocupar com derrota ou fracasso, na certa será promovido à etapa de consciência de Krishna pura.

Nesta mesmo capitulo o Senhor Krishna continua dizendo:

"Mesmo o homem de conhecimento age segundo sua própria natureza, pois cada qual segue a natureza que adquiriu dos três modos. O que a repressão pode alcançar?"

A não ser que se esteja situado na plataforma transcendental da consciência de Krishna, não é possível livrar-se da influência dos modos da natureza material, como o Senhor confirma no Sétimo Capítulo donBhagavad-Gīta (7.14). Portanto, nem mesmo a pessoa mais altamente instruída no plano mundano consegue sair do enredamento da ilusão (Maya) mediante o simples conhecimento teórico, ou através do processo que consiste em distinguir entre o corpo e a alma. Há muitos supostos espiritualistas que exteriormente se fazem passar por pessoas avançadas em ciência, mas no íntimo ou na vida particular estão sob total controle de determinados modos da natureza que eles são incapazes de superar. Do ponto de vista acadêmico alguém pode ser muito erudito, porém, devido à prolongada associação com a natureza material, ele permanece no cativeiro. A consciência de Krishna ajuda-nos a escapar do enredamento material, mesmo que estejamos ocupados nos deveres prescritos de acordo com a existência material. Portanto, sem estar em plena consciência de Krishna, ninguém deve abandonar seus deveres ocupacionais. Ninguém deve abandonar de repente seus deveres prescritos e tornar-se artificialmente um pretenso yogī ou transcendentalista. É melhor situar-se na própria posição e tentar alcançar a consciência de Krishna sob um treinamento superior. Assim, é possível libertar-se das garras da energia ilusória (Maya) de Krishna.

"O Senhor Krishna diz que há princípios que servem para regular o apego e a aversão relacionados com os sentidos e seus objetos. Ninguém deve ficar sob o controle deste apego e aversão, porque eles são obstáculos no caminho da auto-realização."

Por exemplo, o prazer sexual é uma necessidade para a alma condicionada e sob a licença dos laços matrimoniais permite-se o prazer sexual. Conforme os preceitos das escrituras, o homem está proibido de ter relações sexuais com qualquer outra mulher a não ser sua própria esposa. Ele deve considerar todas as outras mulheres como sua mãe. Mas apesar destes preceitos, o homem ainda continua interessado em ter relações sexuais com outras mulheres. Estas propensões devem ser refreadas, caso contrário, serão obstáculos no caminho da auto-realização. Enquanto alguém tiver um corpo material, permite-se que ele satisfaça as necessidades do corpo material, mas sob regras e regulações. Mesmo assim, não devemos ficar confiantes de que, aceitando essas concessões, tudo estará sob controle. Devemos seguir estas regras e regulações, sem nos apegarmos a elas, porque com a prática do prazer dos sentidos mesmo sob regulações poderemos extraviar-nos— da mesma forma que sempre há a possibilidade de um acidente, mesmo nas melhores estradas. Embora possa ser conservada mui cuidadosamente, ninguém pode garantir que não haverá perigo mesmo na estrada mais segura. O espírito do desfrute dos sentidos atua há muitíssimo tempo, através da associação material. Por isso, apesar do gozo regulado dos sentidos, existe toda possibilidade de uma queda; portanto, qualquer apego ao gozo regulado dos sentidos deve ser evitado por todos os meios. Mas o apego à consciência de Krishna, ou agir sempre no serviço amoroso a Krishna, faz com que nos desapeguemos de todo tipo de atividades sensórias. Portanto o verdadeiro propósito do desapego total a todos os tipos de apegos sensoriais esta em situar-se na plataforma da consciência de Krishna.

IMG_7577.JPG

A5F90DCE-CFD1-4FB6-965D-CD122FB45686-225-000000105

publicado por Lalanesha Dasa às 21:01

Maio 15 2017

IMG_7621.JPG

 Krishna a Suprema Personalide de Deus diz:

"Embora ocupado em todas as espécies de atividades, Meu devoto, sob Minha proteção, alcança por Minha graça a morada eterna e imperecível. Para aqueles que sempre Me adoram com devoção exclusiva, meditando em Minha forma transcendental — para eles eu trago o que lhes falta e preservo o que eles têm.

Quem está em plena consciência de Krishna não fica indevidamente ansioso pela execução dos deveres de sua existência. Os tolos não podem compreender esta grande capacidade de ficar livre de toda a ansiedade. Para alguém que age em consciência de Krishna, o Senhor Krishna Se torna o amigo mais íntimo. Krishna sempre Se preocupa com o conforto de Seu amigo, e Se entrega a ele, que está tão devotadamente ocupado, trabalhando vinte e quatro horas por dia para agradar o Senhor. Portanto, ninguém deve se deixar arrastar pelo falso ego manifestado sob a forma do conceito de vida corpórea. Ninguém deve falsamente julgar-se independente das leis da natureza material, ou livre para agir como quiser. Todos já estão sob as estritas leis materiais. Mas logo que age em consciência de Krishna, o devoto se liberta e fica livre das perplexidades materiais. Deve-se notar com muito cuidado que quem não é ativo em consciência de Krishna está se perdendo no redemoinho material, no oceano de nascimentos e mortes. Na verdade, nenhuma alma condicionada sabe o que deve ser feito e o que não deve ser feito, mas quem age em consciência de Krishna está livre para agir porque tudo é inspirado por Krishna e confirmado pelo Mestre Espiritual.

IMG_7599.JPG

A5F90DCE-CFD1-4FB6-965D-CD122FB45686-225-000000105

publicado por Lalanesha Dasa às 11:17

Maio 09 2017

IMG_7545.JPG

 Ofereço minhas respeitosas reverências ao Senhor NrisimhaDeva, a fonte de todo o poder. Ó meu Senhor, Você que possui garras e dentes como raios, veja com bondade os nossos desejos demoníacos para todas as atividade fruitivas deste mundo material. Por favor apareça em nossos corações e afaste nossa ignorância para que, por Sua misericórdia, possamos nos tornar destemidos na luta pela existência neste mundo material.
Todo ser vivo dentro deste mundo material tem um forte desejo de desfrutar da matéria para sua plena satisfação. Por conta deste desfrute, a alma condicionada é obrigada aceitar um corpo material vida após vida, e assim seus desejos fruitivos demoníacos fortemente fixados continuam. Não se pode parar a repetição do nascimento e morte sem ser completamente sem desejos. Portanto, as Escrituras Sagradas dos Vedas descrevem o sentido do serviço devocional puro como se segue:
"Devemos prestar serviço amoroso transcendental ao Senhor Supremo Krishna favoravelmente e sem desejo de lucro material ou ganho através de atividades fruitivas ou especulação filosófica. Isso é chamado de serviço devocional puro. "A menos que alguém esteja completamente livre de todos os desejos materiais, que são causados ​​pela escuridão densa da ignorância, não se pode participar plenamente no serviço devocional do Senhor. Portanto, devemos sempre oferecer nossas orações ao Senhor NrisimhaDeva, que matou Hiranyakashipu, a personificação do desejo material. Hiranya significa "ouro" e Kashipu significa "uma almofada macia ou cama". As pessoas materialistas sempre desejam tornar o corpo confortável, e para isso eles vivem em busca de enormes quantidades de ouro. Assim Hiranyakashipu era um representante perfeito da vida materialista. Ele foi, portanto, a causa de grande perturbação para o devoto mais elevado do Senhor, Prahlāda Mahārāja, até que o Senhor NrisimhaDeva o matou. Qualquer pessoa devotada ao Senhor que aspira a estar livre de desejos materiais deve oferecer suas orações respeitosas ao Senhor NrisimhaDeva como Prahlāda Mahārāja o fez nesta demonstração de amor a Deus.
"Shri Shrimad-Bhagavatam 5.18.8"

IMG_7541.JPG

publicado por Lalanesha Dasa às 10:12

Maio 06 2017

IMG_7544.JPG

Krishna a Suprema Personalidade de Deus enfatisa com toda a Sua benevolência dizendo:

"Embora ocupado em todas as espécies de atividades, Meu devoto puro, sob Minha proteção, alcança por Minha graça a morada eterna e imperecível."

"Bhagavad-Gīta como Ele É, 18, 56."

Isto significa que uma pessoa que se tornou um devoto imaculado do Senhor, esta sob Sua proteção em todas as circunstâncias. E para se livrar da contaminação material, o devoto puro age sob a direção do Senhor Supremo ou de Seu representante, o Mestre Espiritual. Não há limitação de tempo para o devoto puro. Vinte e quatro horas por dia, ele sempre está cem por cento ocupado em atividades sob a direção do Senhor Supremo. Para o devoto que adota essa ocupação em consciência de Krishna o Senhor é muito, muito bondoso. Apesar de todas as dificuldades, ele acaba alcançando a morada transcendental, o reino de Deus, onde sua entrada está garantida; e quanto a isso não há dúvida. Nessa morada Suprema, não há mudanças; tudo é eterno, imperecível e pleno de conhecimento.

O Senhor Krishna esta sempre participando das atividades de Seu servo imaculado dando a ele instruções sem nenhum desvio ocasional dizendo-lhe:

"Em todas as atividades conte apenas comigo e sempre trabalhe sob Minha proteção sendo plenamente consciente de Mim."

Quando alguém age em consciência de Krishna, ele não age como o dono do mundo. Tal qual um servo, é necessário agir sob a completa direção do Senhor Supremo. O servo não tem independência individual. Ele age apenas sob a ordem do amo. O servo que age em prol do amo supremo não é afetado por lucro ou prejuízo. Ele apenas desempenha fielmente seu dever conforme a ordem do Senhor. Alguém pode argumentar quando um devoto do Senhor está agindo sob a direção pessoal de Krishna, mas quando Krishna não está presente, como deverá agir? Se alguém agir segundo a direção que Krishna estabelece no Bhagavad-Gīta, bem como sob a orientação do representante de Krishna, então o resultado será o mesmo. O Bhagavad-Gīta indica que temos única e exclusivamente na vida a meta de agir em consciência de Krishna apenas para satisfazer Krishna em todas as circunstâncias. E enquanto adotamos essa ocupação, devemos pensar somente em Krishna pensando “Eu fui designado por Krishna para desempenhar este dever específico.” Ao agir dessa forma, o devoto naturalmente tem que pensar em Krishna. Esta é a perfeita consciência de Krishna. Entretanto, convém notar que após fazer algo por capricho não se deve oferecer o resultado ao Senhor Supremo. Esta espécie de atividade não está incluída no serviço devocional executado em consciência de Krishna. Deve-se agir segundo a ordem de Krishna. Este é um ponto muito importante. O Mestre Espiritual autêntico transmite esta ordem de Krishna através da sucessão discipular. Por isso, a ordem do Mestre Espiritual precisa ser recebida como o dever primordial da vida. Se alguém aceita um Mestre Espiritual genuíno e age segundo sua direção, então a perfeição de sua vida em consciência de Krishna está garantida.

IMG_7540.JPG

publicado por Lalanesha Dasa às 11:09

Maio 05 2017

IMG_7519.JPG

Os 4 Kumaras
Os sábios 4 Kumaras visitam Vaikuntha: Era uma vez, os grandes sábios, Sanaka, Sanandana, Sanatana e Sanatkumara visitaram Vaikuntha. Há sete portões em Vaikuntha loka e quando os sábios tentaram entrar no sétimo portão, os porteiros, Jaya e Vijaya os pararam bloqueando o caminho com sua equipe, e assim ofenderam os sábios. Os sábios os amaldiçoaram para nascerem no mundo material. Os porteiros se arrependeram por seu erro.

IMG_7520.JPG

(Jaya e Vijaya)
Jaya e Vijaya amaldiçoados:
Naquele momento, o Senhor Supremo Vishnu, apareceu lá e informou que a punição dada pelos sábios foi realmente ordenada por Si mesmo. Os porteiros, Jaya e Vijaya iriam nascer em uma família demoníaca e estariam firmemente unidos a Ele em pensamento através de uma concentração mental intensificada pela raiva. Ele também confirmou que eles retornariam a Vaikuntha em breve. Assim Jaya e Vijaya nasceram neste mundo material como Hiranyaksha e Hiranyakashipu, os filhos do sábio Kashyapa e Aditi.

IMG_7521.JPG

(Encarnação do javali)
O Senhor Varaha, a encarnação do javali:
Hiranyaksha foi tão poderoso que ele trouxe todos os três mundos sob seu controle. Ele desafiou Varuna a lutar com ele, mas Varuna Deva dirigiu-o ao Senhor Varaha, a encarnação do javali do Senhor Supremo Vishnu. Hiranyaksha foi morto no combate com o Senhor Varaha. Hiranyakashipu queria vingar a morte de seu irmão. Para tornar-se imortal, ele empreendeu severas penitências em Mandarachala para agradar ao Senhor Brahma.

ED8499D0-9886-4270-9263-985C2F36E241-255-0000000DF

(Hiranyakashipu, o Rei dos Demônios:)
Quando o Senhor Brahma apareceu diante dele, Hiranyakashipu pediu -lhe a imortalidade. Porém o Senhor Brahma não era imortal. E como poderia ele conceder-lhe a imortalidade? Então Brahma concordou em dar a ele qualquer benção além da imortalidade. Então o demônio pediu a Brahma que ele não deveria ser morto por um ser humano ou um animal ou semideus ou qualquer outra entidade, viva ou não viva. Ele também orou para que não fosse morto em nenhum lugar, nem de dia nem de noite, por qualquer tipo de armas. Ele ainda pediu para conceder-lhe supremacia sobre todo o universo e perfeição em poderes místicos. Depois de receber as bênçãos do Senhor Brahma, Hiranyakashipu aterrorizou todo o universo. Ele conquistou as dez direções e trouxe cada um sob seu controle.

IMG_7522.JPG

(O grande sábio Narada muni detém o Senhor Indra de seqüestro de Kayadhu).
Narada salva Kayadhu:
Quando Hiranyakashipu foi para Mandarachala para executar severas austeridades, sua esposa, Kayadhu, estava grávida. Os semideuses liderados por Indra atacaram os demônios e prenderam Kayadhu. Eles queriam matar a criança assim que ela nascesse. Narada Maharishi deteu Indra e revelou que a criança seria um grande devoto do Senhor Hari. Ele levou Kayadhu para o seu eremitério e deu instruções sobre o conhecimento Espiritual. A criança no ventre de Kayadhu ouviu atentamente as instruções de Narada Maharishi e se tornou um grande devoto do Senhor Vishnu.

IMG_7523.JPG

(Prahlada Maharaja prega aos colegas de escola)
Prahlada instrui seus companheiros de classe: A criança foi nomeada Prahlada. Hiranyakashipu confiou seu filho Prahlada, a Chanda e Amarka, os dois filhos de Shukracharya, para a educação. Tentaram ensinar-lhe política, economia e outras atividades materiais; Mas Prahlada não se importava com tais instruções. Ele estava sempre meditando no Senhor Supremo. Quando Hiranyakashipu chegou a saber disso, ficou extremamente irritado e castigou os professores por ensinarem a criança sobre Vishnu-bhakti. Mas quando se provou que eram inocentes, ele decidiu matar a criança.

IMG_7524.JPG

(Hiranyakashipu ameaça Prahlada Maharaj)
Hiranyakashipu torturou seu filho:
Os portadores de ordens do rei demoníaco tentaram matá-lo golpeando-o com armas mortais, colocando-o debaixo dos pés de elefantes, sujeitando-o a condições infernais, atirando-o do cume de uma montanha etc., mas Eles não poderiam matá-lo. Hiranyakashipu ficou cada vez mais agitado. Ele desafiou Prahlada, "Onde está o seu Deus?" E Prahlada respondeu que Deus residia em todos os lugares. Apontando para um dos pilares do palácio, Hiranyakashipu perguntou: "Seu Deus está dentro desta coluna?", E a criança respondeu: "Sim. Ele está. "Logo ele golpeou fortemente o pilar e o quebrou em pedaços. Do interior do pilar, o Senhor Supremo Hari, apareceu como Narasimha a encarnação meio-homem metade-leão.

IMG_7525.JPG

Narasimha matando Hiranyakashipu.
Narasimhadeva, o protetor dos devotos:

Ele não estava nem na forma de um humano nem de um animal. Ele usou Suas unhas como armas e matou o demônio durante o período crepuscular (nem dia nem noite) sentado no limiar do palácio (nem dentro nem fora), mantendo-o em Seu próprio colo. Assim, o Senhor Supremo matou o demônio e protegeu seu devoto sem violar nenhuma das bênçãos concedidas pelo Senhor Brahma. 

"Esta é a historia do motivo pelo qual o Senhor Krishna ou Vishnu apareceu como uma encarnação de metade homem e metade leão."

IMG_1888.JPG

IMG_7498.JPG

publicado por Lalanesha Dasa às 10:14

Este Album abaixo, esta para download gratuitamente é só clicar no ícone ( Lalanesha in Concert Mantras )