*Sejam*Bem-Vindos* A Morada Suprema do Amor a Deus *

Fevereiro 26 2011

 

Sendo Deus o ser Supremo, temos que aceitar que Deus é a consciência Suprema, a Personalidade Suprema. Mesmo estudando desde o ponto de vista mundano da evolução, dizemos que um ser é mais evoluído que outro, no sentido de que possui maior desenvolvimento da consciência, maior desenvolvimento da personalidade. Mesmo os cientistas afirmam que uma criatura é mais evoluída na medida em que seu comportamento é mais complexo, manifestando uma personalidade consciente mais completa. Então, o critério de evolução das criaturas e dos seres é o desenvolvimento da personalidade e comportamentos mais complexos. Segundo esta lógica da ciência moderna, temos que aceitar que Deus, Krishna, em virtude de Suas atividades e potências, é o Ser Supremo.

A tentativa de eliminar a Personalidade da Verdade Absoluta é, em última analise, completamente imperfeita. quem fala assim é um filósofo imperfeito. Quem afirma que a Verdade Absoluta não possui uma personalidade não pode explicar ou justificar a criação deste mundo. A ação consciente é um fruto de ações psicológicas e físicas. Se alguém pinta um quadro, podemos observar uma causa física: o movimento de sua mão; mas antes disso há uma reação psicológica que é seu desejo de pintar.  O movimento geralmente teria uma causa física, mas, sem uma causa psicológica, qualquer ação seria impossível. Quando falamos de atividades, geralmente nos referimos a algo que possui uma causa, um impulso físico e psicológico. Então, dizer que este mundo tem uma causa física mas carece de impulso psicológico inteligente é absurdo. Por isso, a causa deste mundo deve incluir, além da potência física, uma motivação consciente. Devemos explicar este mundo não apenas em termos de causas físicas, esquecendo ou negligenciando o fator mais importante, a causa psicológica. Se negarmos o ego ou personalidade na Verdade Absoluta, como poderemos explicar a causa psicológica deste mundo? Sem esta explicação, uma filosofia não tem validade. Ninguém pode falar que Deus é impessoal. Assim Ele se separaria de qualquer raciocínio lógico, uma vez que está mostrando um efeito sem explicar a causa que o originou. Assim é que todos os pensadores experientes aceitam o fato de uma Suprema Personalidade de Deus.

É óbvio e natural que, em nossa condição atual, tentemos compreender baseados em nossa experência. Temos experiência de personalidade, porém apenas com referência a nosso corpo físico. Por isso, quando ouvimos acerca das atividades de Deus, da Suprema Personalidade de Deus, tentamos compreender, utilizando como referência, um corpo físico. Assim é que, enquanto não perceber ou realizar a presença da alma dentro do corpo, não é possível entender que Deus também é alma e que Suas atividades são espirituais e eternas, antagônicas de nossas atividades materiais. O movimento para a consciência de Krishna está oferecendo a oportunidade de compreender a Personalidade de Deus, Suas atividades, Seus amigos e amantes. Estes tópicos são tópicos avançados, que não podemos compreender até percebermos ou realizar que não somos o corpo físico.

 


 A forma do corpo humano presta-se a que, com ele, compreenda-se o eu e o eu Supremo, a Suprema Personalidade de Deus, ambos os quais estão transcendentalmente situados. Se ambos podem ser entendidos por alguém que se purifica por intermédio do conhecimento avançado, por que razão ou em prol de quem uma pessoa tola e cobiçosa mantém o corpo para empregá-lo no gozo dos sentidos?

Os transcendentalistas ou devotos de Krishna que são avançados no conhecimento, comparam o corpo, que é feito por ordem da Suprema Personalidade de Deus, a uma quadriga. Os sentidos são como cavalos; a mente, o amo dos sentidos, é como as rédias; os objetos dos sentidos são os destinos; a inteligência é o quadrigário; e a consciência, que se espalha por todo o corpo, é a causa do cativeiro neste mundo material.

O corpo, a mente e os sentidos de uma pessoa confusa e no modo de vida materialista, estando ocupados no gozo dos sentidos, causam seu cativeiro a repetidos nascimentos,mortes, velhice e doença. Mas, se alguém é avançado em conhecimento espiritual, e o mesmo corpo, sentidos e mente causam sua liberação.

A alma está alojada na quadriga do corpo, cujo condutor é a inteligência.  A mente é a determinação de alcançar o destino, os sentidos são os cavalos, e os objetos dos sentidos também estão incluídos nessa atividade. Então, pode-se alcançar o destino, ou a meta Suprema da vida que é voltar ao lar voltar ao Supremo. Portanto na vida condicionada, a consciência no corpo é a causa do cativeiro,porém, a mesma consciência, quando transformada em consciência de Krishna, torna-se a causa devido à qual a pessoa regressa ao lar, regressa ao Supremo.

Portanto, o corpo humano pode ser usado de duas maneiras_ para alguém ir às mais escuras regões da ignorância ou pode ele voltar ao lar , voltar ao Supremo. Para voltar ao Supremo, o caminho é aceitar um mestre espiritual auto-realizado. Para obter a liberação, a pessoa deve aceitar a orientação dos devotos sinceros e fiéis ao propósito de Krishna que podem realmente dotá-la de conhecimento perfeito.Por outro lado, se alguém quiser ir às mais tenebrosas regiões de existência material, ele pode continuar associando-se com pessoas que são muito apegas a mulheres, pois as pessoas que são muito materialistas são extremamente apegadas a mulheres e com isso enredam-se nas mais variadas armadilhas de vida mundana. Portanto afirma-se,o corpo é exatamente como uma quadriga ou carro no qual se pode ir à qualquer parte. Talvez alguém dirija bem,mas, por outro lado, há quem dirija como um estouvado ou louco, e, neste caso, há toda a possibilidade de que ele sofra um acidente e caia num buraco. Em outras palavras, se alguém recebe instruções do mestre espiritual experiente, ele pode voltar ao lar, voltar ao Supremo; caso contrário, pode retornar ao ciclo de nascimentos e mortes. Portanto. Krishna aconselha pessoalmente: "Aqueles que não são fiéis no caminho do serviço devocional não podem Me alcançar, senão que voltam a submeter-se a nascimento e morte neste mundo material"O próprio Krishna, a Suprema Personalidade de Deus, instrui como é que alguém deve proceder para voltar ao lar, retornar ao Supremo, porém, se a pessoa não se interessa em ouvir Suas instruções, o resultado será que ela jamais votará ao Supremo, senão que continuará vivendo nesta miserável existência material, passando por repetidos nascimentos e mortes.

O conselho dos devotos de Krishna ou transcendentalistas experientes,é que o corpo ocupe-se plenamente em buscar a meta última da vida. O verdadeiro interesse ou meta da vida consiste em a pessoa retornar ao lar, retornar ao Supremo.

As dez classes de ar que agem dentro do corpo são comparadas aos raios da ondas da quadriga, e o topo e a base da própria roda são chamados de religião e irreligião. A entidade viva no conceito de vida corpória é o proprietário da quadriga. O Maha Mantra Hare Krishna ou o Mantra Védico Omkara é o arco,a própria entidade viva pura é a flecha, e o alvo é o Supremo.

No estado condicionado, a pessoa tem concepções de vida que às vezes são contaminadas com paixão e a ignorância, que se manifestam através do apego, hostilidade, cobiça, lamentação, ilusão, medo, loucura, falso prestígio, ultrajes, tendências a achar defeitos nos outros, decepção, inveja, impaciência, frenesi, confusão, fome e sono. Todos esses são inimigos. Às vezes, os conceitos que a pessoa retém consigo também são contaminados pela bondade.

Enquanto alguém tiver de aceitar corpos materiais, com diferentes partes e parafernálias, que não estão sob seu pleno controle, ele precisa contar com as instruções de seus superiores, a saber, seu mestre espiritual e os antecessores do mestre espiritual, através de cuja misericórdia, ele poderá afiar a espada do conhecimento. Com o poder da misericórdia da Suprema Personalidade de Deus, ele deverá então derrotar os inimigos acima mencionados. Dessa maneira, a pessoa conseguirá imergir em sua própria bem-aventurança transcendental, podendo, consequentemente, abandonar seu corpo a reassumir sua identidade espiritual.

Caso contrário, se a pessoa não se refugia nas instruções da Suprema Personalidade de Deus, então os sentidos, agindo como cavalos, e a inteligência, agindo como o condutor, estando eles inclinados à contaminação material, distraidamente trazem o corpo, que age como a quadriga, para o caminho de gozo dos sentidos. Quando alguém volta então a ficar atraído pelos assaltantes que o assediam sob a forma_de comer dormir e acasalar-se_ os cavalos e o quadrigário são arrojados ao poço escuro da existência material, e ele cai novamente numa situação perigosa e extremamente aterradora, os repetidos sofrimentos de nascimentos e mortes.

A mente sempre é agitada pelas ondas da aceitação e rejeição. Potanto, todas as atividades dos sentidos devem ser oferecidas na mente, que, por sua vez, deve ser oferecida nas palavras que a pessoa profere. Então, as palavras devem ser oferecidas em todos os alfabetos aglutinados, que devem ser oferecidos na forma concisa, do Mantra Omkara ou o Maha Mantra Hare Krishna. O Mantra Omkara deve ser oferecido através da vibração sonora, essa vibração, através do ar vital. Então a entidade viva, que é tudo o que resta, deve ser posta no Supremo. Este é o processo de execução de sacrifício.

Em seu estado de ascenção, a entidade viva progressivamente ingressa nos diferentes mundos ígneos_ o sol, o dia, o final do dia, a quinzena da lua cheia, o plenilúnio e a passagem do sol pelo Norte, juntamente com seus dirigentes. Ao entrar no planeta Superior do Senhor Brahma, ela goza da vida por muitos milhões de anos, e enfim sua designação material acaba-se. Então, ela chega a uma designação sutil, da qual alcança a designação casual, testemunhando todos os estados anteriores. Com a aniquilição deste estado casual, ela alcança seu estado puro, no qual se identifica com a Superalma. Dessa maneira, a entidade viva torna-se transcendental.

Este processo de elevação gradual rumo à auto-realização reserva-se áqueles que estão verdadeiramente conscientes da Verdade Absoluta. Após repetidos nascimentos neste caminho,que é conhecido como deva-yãna, a pessoa alcança essas etapas consecutivas. Alguém que, completamente livre de todos os desejos materiais, está situado no eu, não precisa atravessar o caminho de repetidos nascimentos e mortes.

Muito embora situado num corpo material, alguém que está plenamente inteirado dos caminhos conhecidos como pitr-yãna e deva-yãna, e assim abre seus olhos para o conhecimento Védico, jamais se confunde neste mundo material.

(Nota)

"Deva-yãna e pitr-yãna siginifica aceitar as instruções de alguém superior ou aquele que esta situado no verdadeiro conhecimeto a Verdade Absoluta"

A Verdade Suprema é aquela que existe interna e externamente, no começo e no fim de tudo e de todos os seres vivos, e é aquele que é desfrutável e o desfrutador de tudo, superior e inferior. Ele sempre existe como o conhecimento e o objeto de conhecimento, como a expressão e o objeto da compreensão, como a escuridão e a luz. Então Ele, o Senhor Supremo, é tudo.

Neste mundo, exitem cinco elementos_ a saber, terra, água, fogo, ar e éter_, mas o corpo não é um reflexo deles, nem uma combinação ou transformação deles. Porque o corpo e seus componentes não são nem distintos nem amalgamados, todas essas teorias são insubstanciais.

Uma floresta decerto é uma transformação da terra, mas uma árvore não depende de outra: se uma delas é cortada, isto não significa que as outras são cortadas. Portanto, a floresta não é nem uma combinação nem uma transformação das árvores. A melhor explicação é dada pelo próprio Krishna:

"Sob Minha forma imanifesta, Eu penetro este Universo. Todos os seres estão em Mim, mas Eu não estou neles," (Bhagavad-Gita)  (9.4)

hhh.jpg

 

publicado por Lalanesha Dasa às 19:47

Fevereiro 25 2011

 

Frequentemente ouvimos a expressaõ "amor por Deus". Pode-se aprender através da filosofia vaishnava ou serviço devocional ao Senhor o quanto este amor por Deus pode de fato ser desenvolvido. Em muitos lugares e em muitas escrituras, pode-se encontrar conhecimento teórico sobre amor por Deus, mas nos textos vaishnavas encontra-se o que é realmente este amor por Deus, e como ele se desenvolve. Esta é a singularíssima e mais elevada maneira de desenvolver amor por Deus, concedida por o Senhor Chaitanya Mahaprabhu.

 

 

Pode-se ver o corpo de Krishna, o oceano da eterna beleza da juventude, movendo-se em ondas de beleza. Ao som de Sua flauta ocorre um redemoinho, e essas ondas e aquele redemoinho fazem os corações de seus devotos puros palpitarem como folhas secas numa árvore, e ao caírem aos pés de lótus de Krishna, aquelas folhas nunca mais podem levantar-se. Não há beleza que se compare à beleza de Krishna, pois ninguém possui beleza maior ou igual à Sua. Ele é  a origem de todas as encarnações. Tal é a magnitude da superexcelente beleza de Krishna, o eterno manancial de toda a beleza. Desta beleza é que todas as coisas emanam.

 

 

A idade de Krishna, as características de Seu corpo trancendental, Sua beleza e Sua suavidade são qualidades inerentes ao Seu corpo. Não há diferença entre Krishna e Seu corpo, e portanto as características transcendentais inerentes ao Seu corpo são identicas às de Krishna ...

Estar atraído pelas qualidades de Krishna significa estar atraído por Krishna, porque não há nenhuma distinção real entre Krishna e Suas qualidades. O nome de Krishna também é Krishna, a fama de Krishna é também Krishna. Os associados de Krishna também são Krishna. Krishna e tudo que diz respeito à Krishna e que dão estímulo para amar à Krishna são todos Krishna, porém para nossa compreensão investigamos estes assuntos separadamente.


 

publicado por Lalanesha Dasa às 12:47

Fevereiro 12 2011

 

Para aquele que busca realizar a forma humana de vida, encontram-se nestas instruções dadas por aquele que recebeu do Senhor toda a boa furtuna do conhecimento, meios pelos quais pode uma pessoa permanecer em toda sua vida consciente do propósito de Krishna.

----------------------------------------------------------------------

Aqui podemos ver e perceber que o sábio ou aquele mestre do conhecimento, faz das ordens de Krishna sua ciência espiritual, e dai transmite esse conhecimento filosófico espiritual ao indagador que necessita conhecer meios pelos quais pode alcançar a meta da vida humana.

--------------------------------

Todo aquele que permanece no lar como pai de familia tem que trabalhar para subsistir, a ao invés de tentar desfrutar dos resultados do seu trabalho, deve oferecer esses resultados a Krishna, a Suprema Personalidade de Deus. Através da associação com grandes sábios ou devotos do Senhor, ele aprende perfeitamente a maneira de como satisfazer a Deus ou Krishna nesta vida. Sendo assim deve associar-se frequentemente com pessoas santas, e com muito respeito, deve ouvir o néctar das atividades do Senhor Supremo e de Suas encarnações conforme essas atividades são descritas nas literaturas sagradas. Assim, tal qual um homem despertando de um sonho, pouco a pouco ele deve desapegar-se da afeição à sua esposa e filhos.

-------------------------------------------------------

Enquanto trabalha para ganhar os meios de subsitência necessários para sua manutenção, quem é realmente erudito deve viver na sociedade humana desapegado dos afazeres familiares, embora externamente pareça muito apegado.

-------------------------------------------------------------------

Na sociedade humana, o homem inteligente deve tornar muito simples o seu próprio programa de atividades. Se seus amigos, filhos, pais e irmãos ou alguma outra pessoa derem alguma sugestão, ele deve apresentar sua aprovação externa, dizendo: " Sim, está certo", porém, internamente, deve estar determinado a não criar uma vida complicada, na qual o objeto último não seja alcançado.

--------------------------------------------------

Os produtos naturais criados pela Suprema Personalidade de Deus devem ser utilizados para a manutenção de todas as entidades vivas. As necessidades da vida são de três espécies: aquelas produzidas por intercessão do céu (através da chuva), da terra (através das minas, mares ou campos) e da atmosfera (aquilo que se obtém espôntanea e inesperadamente).

--------------------------

Cada um pode reivindicar a posse de tanta riqueza quando lhe for necessário para manter-se vivo, mas quem deseja exceder a isto deve ser considerado ladrão e merece ser punido pelas leis da natureza.

---------------------------

Devem-se tratar os animais, tais como veados, camelos, vacas, asnos, macacos, ratos, formigas, serpentes, pássaros e moscas, exatamente como os próprios filhos. Quais pouca é a diferença que realmente existe entre as crianças e esses animais inocentes!

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Quem está em consciência de Krishna entende que não há diferença entre os animais e os filhos inocentes que povoam o seu lar. Mesmo na vida corriqueira, nossa experiência prática é ver as pessoas tratarem o cão ou o gato doméstico no mesmo vível dos seus filhos, sem que isso dê margem à inveja. Como as crianças, os animais irracionais também são filhos da Suprema Personalidade de Deus, e portanto a pessoa consciente de Krishna, mesmo que ela seja pai de família, não deve discriminar entre os filhos e os pobres animais. Por exemplo, nos campos agrícolas aparecem muitos camundongos, insetos e outras criaturas que atrapalham a produção, por isso, eles são mortos por pesticidas. Aqui nestas instruções dadas pelo grande sábio mestre do conhecimento da existência, tal matança é proibida. Toda a entidade viva deve ser alimentada pelos víveres dados pela Suprema Personalidade de Deus. A sociedade humana não deve arrogar-se o direito exclusivo de desfrutar de todas as propiedades de Deus; ao contrário, os homens devem entender que todos os outros animais também podem usar a propriedade de Deus. Nestas instruções dadas pelo sábio mestre do conhecimento espiritual, menciona a serpente, e isto da a entender que o pai de família não deve nem mesmo envejar uma serpente. Se todos podem ficar plenamente satisfeitos comendo o alimento recebido como dádiva do Senhor, por que deve haver inveja entre um ser vivo e outro? Nos dias modernos, as pessoas são muito propensas às idéias democraticas de uma sociedade socialista, mas temos a forte impressão de que não existe melhor idéia democratica socialista do que aquela recomendada nesta instrução.

-------------------------------------------------------------

Alguém que seja pai de família, ele não deve esforçar-se mui arduamente em obter religiosidade, desenvolvimento econômico ou gozo dos sentidos. Mesmo na vida de casado, a pessoa deve ficar satisfeita em manter-se viva apenas com aquilo que, pela graça do Senhor, conseguir com pequeno esforço, de acordo com o tempo e o lugar.

Ninguém deve ocupar-se no esforço extremamente severo.

-------------------------------------------------------------------------

Há quem considere tão seriamente sua esposa como propiedade sua que, às vezes, por causa dela, suicida-se ou mata os outros, incluindo até seus pais, seu mestre espiritual ou seu professor. Portanto, se alguém consegue abandonar o seu apego a semelhante esposa, conquista a Suprema Personalidade de Deus, que jamais é conquistado por alguém.

----------------------------------

Através da deliberação adequada, deve-se abandonar a atração pelo corpo da esposa porque este corpo finalmente transformar-se-á em pequenos insetos, excremento ou cinzas. Qual o valor desse corpo insignificante? Quão maior é o Ser Supremo, que é onipenetrante como o céu!

---------------

Toda pessoa inteligente deve ficar satisfeita em comer somente alimento santificado (alimento oferecido primeiramente ao Senhor). E através dessa atividade, pode-se abandonar o apego ao corpo e o dito senso de propiedade em relação ao corpo. Quando alguém é capaz de fazer isto, fixa-se firmemente na posição de elevação espiritual.

---------------------

A natureza já tem um arranjo para nos alimentar. Por ordem da Suprema Personalidade de Deus, existe disponibilidade de alimentos para todas as entidades vivas dentro das 8.400.000 formas de vida. Cada entidade viva tem que comer, e de fato as necessidades da sua vida já são providas pela Suprema Personalidade de Deus. O Senhor fornece alimento tanto para o elefante quanto para a formiga. Todos os seres vivos estão vivendo às custas do Senhor Supremo, e portanto pessoas inteligentes não devem trabalhar mui arduamente com o propósito de obter confortos materiais. Ao contrário, todos devem poupar suas energias para avançar em consciência de Krishna. Todas as coisas criadas no céu, no, ar, na terra e no mar pertencem à Suprema Personalidade de Deus, e ao ser vivo não falta o seu alimento. Portanto, ninguém deve ficar muito interessado em desevolvimento econômico e desnecessariamente desperdiçar seu tempo e energia com risco de continuar a girar no ciclo de nascimentos e mortes.

---------------------------------

Seja qual for a maneira com a qual você necessite agir, você deve fazê-lo com base em agradar à Deus.

 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Todos deveriam estar confiantes que seja o que for que ele faça, está fazendo para a perfeição da vida.

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

No momeno presente praticamente ninguém tem qualquer informação de qual é seu relacionamento com Deus ou o que seja Deus.

Esta é a doença desta presente era.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------

A idéia completa deste movimento para a consciência de Krishna é lutar contra a idéia da falta de conhecimento divino.

Assim como um espelho, quando está coberto de poeira, você não pode ver seu rosto muito bem...Não importa quem você seja tente cantar Hare Krsna, Hare Krsna, Krsna Krsna, Hare Hare. A poeira do espelho do seu coração, será gradualmente limpa, e quando estiver completamente limpo, então você entenderá que não é este corpo.

Assim como eu tive meu corpo anterior em meu prévio nascimento, mas eu não me lembro mais, se alguém me perguntar, ''O que você foi em sua vida passada?'' fica muito difícil. Porque a morte significa esquecimento.

 ---------------------------------------------------------------

Nós não estamos morrendo. No que diz respeito às entidades vivas, nós não morremos. Esta é uma doença, em que aceitamos um corpo estrangeiro, o corpo material. E o corpo estrangeiro é uma máquina.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Assim como quando você tem um carro. Você anda nele, dirige o carro até onde a máquina aguentar.

 -----------------------------------------------------------------------------------------------------

Mas tão logo a máquina não funcione mais, você precisará mudar seu carro. É assim que funciona.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

----------------------------------------------------------------------------

 

 

publicado por Lalanesha Dasa às 19:56

Fevereiro 09 2011

 

 

Aqueles membros da sociedade humana que são inteligentes devem abandonar a causa original da lamentação, ilusão, medo, ira, apego, pobreza e trabalho desnecessário. A causa de todas essas aflições é o desejo de prestígio e dinheiro desnecessários.


Aqueles que são considerados materialmente poderosos e ricos vivem cheios de ansiedade por causa das leis governamentais, dos ladrões e assaltantes, dos inimigos, dos membros familiares, dos animais , dos pássaros, das pessoas que buscam caridade, do inivitável fator tempo e inclusive por causa deles mesmos. Assim, eles invariavelmemte estão com medo.


Devido ao apego ao dinheiro, o rico tem medo até de si mesmo. Ele teme ter guardado seu dinheiro de maneira insegura ou teme cometer algum erro. Como se não bastassem o governo e seu imposto de renda e também os ladrões, os próprios parentes de um homem rico vivem pensando em como aproveitar-se dele e tirar-lhe o dinheiro. As vezes, esses parentes são descritos como "ladrões e assaltantes disfarçados de parentes". Portanto, não é preciso acumular riqueza ou empenhar-se excessivamente na tentativa de ganhar cada vez mais dinheiro. O verdadeiro propósito da vida é perguntar "Quem sou eu?" e entender o eu. Todos devem procurar entender a posição da entidade viva neste mundo material e esforçar-se por retornar ao lar, retornar ao Supremo.


Alguém que está contente e satisfeito e que estabelece um elo entre as suas atividades e a Suprema Personalidade de Deus presente nos corações de todos desfruta de felicidade transcendental sem se esforçar por sua subsistência. Como encontrar essa felicidade em um materialista que é impelido pela luxúria e cobiça e que, portanto, divaga por todas as direções com o desejo de acumular riqueza?


Para alguém que usa sapatos adequados em seus pés, não há perigo mesmo que ele caminhe sobre seixos e espinhos. Para ele, tudo é auspicioso. Igualmente, para alguém que é sempre auto satisfeito, não há infelicidade; de fato, ele se sente feliz em toda parte.Entretanto, alguém que é arrastado pelos sentidos, especialmente pela língua e pelos orgãos genitais, deve assumir a posição de um cão doméstico para satisfazer os seus sentidos.


Devido à ganância de satisfazer os sentidos, a força espiritual, a educação, a austeridade e a reputação daquele que julga estar no caminho certo e que não é auto-satisfeito minguam, e seu conhecimemto aos poucos se esvai.

 


 

Os fortes desejos e demandas corpóreos de alguém pertubado pela fome e pela sede decerto são satisfeitos quando ele come. Do mesmo modo, se alguém se torna muito irado, esta ira é satisfeita com o castigo e sua reação. Mas no que diz respeito à cobiça, mesmo que uma pessoa cobiçosa tenha conquistado todas as direções do mundo ou tenha desfrutado de todas as coisas do mundo, ainda assim, ela não ficará satisfeita.


Muitas pessoas com diversas experiências, muitos conselheiros legais, muitos intelectuais eruditos e muitas pessoas elegíveis a tornarem-se presidentes de assembléias cultas caem na vida infernal porque não se satisfazem com as posições alcançadas devido a sua prepotência.


Fazendo planos com determinação, a pessoa deve abandonar os desejos luxuriosos de gozo dos sentidos. Igualmente, abandonando a inveja, ela deve dominar a ira; discutindo as desvantagens a que se submete todo aquele que acumula riquezas, ela deve abandonar a cobiça; discutindo a verdade, ela deve abandonar o medo.


Comentando acerca do conhecimento espiritual, a pessoa pode superar a lamentação e a ilusão; servindo e indagando a um mestre espiritual autentico, ela pode perder todo o orgulho; mantendo-se silenciosa, pode evitar os obstáculos no caminho da meditação através da yoga mística; e pelo simples fato de cessar o gozo dos sentidos, ela pode dominar a inveja.


Através do bom comportamento e livrando-se da inveja, a pessoa deve anular os sofrimentos causados por entidades vivas; através da meditação em transe, ela deve anular os sofrimentos acarretados pela providência; e através da prática da hatha yoga, ela deve extinguir os sofrimemtos produzidos pelo corpo e pela mente. De maneira semelhante, desenvolvendo o modo da bondade, especialmente no que diz respeito aos hábitos alimentares, ela deve vencer o sono.


A pessoa deve vencer os modos da paixão e ignorância, desenvolvendo o modo da bondade, e então deve desapegar-se do modo da bondade, promovendo-se à plataforma de bondade pura. Caso ela se ocupe a serviço do mestre espiritual com fé e devoção, poderá conseguir isto automaticamemte. Dessa maneira, ela poderá superar a influência dos modos da natureza material.


O mestre espitual deve ser considerado como sendo diretamente o Senhor Supremo porque ele dá conhecimento trancendental que ilumina. Consequentemente, para todo aquele que defende o conceito material de que o mestre espiritual é um ser humano comum, tudo acaba fracassando. Sua iluminação e seus estudos e conhecimento das escrituras sagradas são como o banho do elefante.


Os princípios gerais a serem seguidos por todos os seres humanos são descritos a seguir;

Veracidade, misericórdia, austeridade, (observar jejum em certos dias do mês) banhar-se duas vezes ao dia, tolerância, distinguir entre o certo e o errado, controle dos sentidos, não-violência, celibato, caridade, leitura das escrituras, simplicidade, satisfação, prestar serviço às pessoas santas, deixar gradualmente as ocupações desnecessárias, perceber quão fúteis são as atividades desnecessárias da sociedade humana, permanecer silencioso e grave e evitar conversas inúteis, analisar se a pessoa é e o corpo ou a alma, dstribuição equânime de alimento para todas as entidades vivas (tanto para os homens quanto para os animais), ver toda alma (especialmente sob a forma humana) como parte do Senhor Supremo, ouvir sobre as atividades e instruções da Suprema Personalidade de Deus (que é o refúgio das pessoas santas), glorificar essas atividades e instruções, sempre lembrar-se dessas atividades e instruções, procurar prestar serviço, executar adoração, oferecer reverências, tornar-se servo, tornar-se amigo e render-se inteiramente.

Essas trinta qualificações devem ser adquiridas na forma de vida humana. Pelo simples fato de adquiri-las, a pessoa pode satisfazer a Suprema Personalidade de Deus. 

5489717_0PI30.gif

publicado por Lalanesha Dasa às 20:29

Fevereiro 08 2011

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Lalanesha Dasa às 01:48

Este Album abaixo, esta para download gratuitamente é só clicar no ícone ( Lalanesha in Concert Mantras )