*Sejam*Bem-Vindos* A Morada Suprema do Amor a Deus *

Maio 28 2011
 

Esta é a História de uma pessoa chamada... Kailash...

A história a seguir nos ajudará a entender as mudanças da entidade viva quando muda de um corpo para outro baseado em seus desejos.

 Uma vez viveu uma pessoa chamada Kailash, que era muito ligado à sua casa e a sua família. Um dia, o grande sábio e santo Narada Muni veio até ele e disse: "Kailash, venha comigo. Estou indo para Vaikuntha (o reino de Deus). Quero levá-lo comigo." Kailash respondeu: "Desculpe, senhor, meus filhos são muito jovens. Tenho que cuidar deles. Talvez mais tarde."

 Vários anos depois Narada voltou para ele e perguntou: "Kailash, pronto agora? Vamos para Vaikunta?"

 Kailash respondeu: "Desculpe, senhor, agora eu tenho o meu neto para cuidar. E também todos em casa precisam da minha orientação. Eu não posso ir agora."

 Quando Narada voltou depois de muitos anos, ele veio a saber que Kailash havia falecido. Ao sair, notou um cão latindo alto na entrada. O cão disse: "Ó senhor Narada Muni, Eu sou Kailash aqui" Surpreendido Narada respondeu: "Ó Kailash, você se tornou um cachorro agora! O que você está fazendo aqui? Mesmo agora, não é tarde demais. Eu posso te levar para o reino de Deus. Gostaria de me acompanhar? " O cão respondeu: "Desculpe, senhor, meus filhos são muito descuidados com a riqueza que adquiri. Portanto,tornei-me um cão para proteger a riqueza dos ladrões." Sentindo-se muito triste pelo Kailash, Narada foi embora. Depois de muitos anos, quando Narada voltou, ele descobriu que o cão havia morrido. Pensando tristemente que Kailash deveria adquirido algum novo corpo desconhecido, Narada partiu. Quando ele estava andando atrás da casa no campo, uma cobra apareceu, assobiando. A cobra disse: "Narada, estou aqui, estou aqui sou Kailash." Narada perguntou-lhe: "Que estás a fazer aqui em um corpo de serpente, Kailash? Você não quer vir comigo agora? Mesmo agora não é tarde demais."

 A serpente respondeu: "Agora estou feliz que meus filhos tenham colocado todo o dinheiro em um banco. Mas eles são tão preguiçosos que acordam muito tarde no final da manhã. Os campos de arroz estão sendo destruídos por elefantes ou roubado pelos vizinhos. Tenho, portanto, que tornar-me uma cobra para proteger a plantação de arroz, estou muito, muito ocupado, eu não posso ir com você agora. "Vendo o estado lastimável do Kailash, Narada muni bateu palmas ruidosamente, chamando os filhos de Kailash, e mostrou-lhes a cobra grande em seu campo de arroz. Imediatamente os filhos de Kailash começaram a bater na serpente com varas. Kailash em seu corpo de serpente tentou dizer a seus filhos: "Eu sou o vosso pai e eu estou protegendo os campos de arroz para o vosso bem. Por que vocês estão me matando?" Mas quanto mais ele sussurrava, mais seus filhos batiam na cobra, até que ela finalmente morreu. Embora a cobra tenha morrido, Kailash lembrou de sua vida passada, e como tentou proteger seus bens que ele tinha adquirido. Sendo assim o grande santo Narada Muni vendo que Kailash estava muito apegado ao seu passado, deu a ele a oportunidade de se tornar um grande devoto do Senhor Krishna, na próxima vida, por sua graça e misericórdia.  Aqui podemos perceber, quando uma pessoa é impelida a aceitar um corpo após outro, de acordo com seus desejos e ações. Essa pessoa, sendo anexado ao seu plano de negócios materiais, toma decisões, e gasta todo seu tempo na consciência corporal e passa a sofrer o ciclo de nascimentos e mortes.

~**"MANTRA""TRANSCENDENTAL"**~~

~~HARE KRISHNA HARE KRISHNA KRISHNA KRISHNA HARE HARE~~
~~HARE RAMA HARE RAMA
RAMA RAMA HARE HARE~~
 

publicado por Lalanesha Dasa às 02:01

Maio 21 2011

 Na literatura védica, mais precisamente em uma de suas ramificações escriturais, chamada de Narada Purana, descreve-se uma importante história, sobre um homem de negócios que tinha dois filhos. Estes dois filhos perceberam que seu pai tinha passado, toda a sua vida no mundo dos negócios, e agora ele deveria ser enviado para alguns locais de Peregrinação, locais estes onde se encontram pessoas santas chamadas de Sadhus ou sábios.

Os filhos disseram ao Sadhu "Por favor diviníssimo Sadhu, peço que tenha paciência com meu pai, até que seu coração seja convertido aos modos, de que ele seja abençoado para que sua alma, liberte-se dos conceitos materiais. Deixe-o, passar o tempo necessário nos locais de Peregrinação para que ele possa deixar seu corpo material por lá". Então o homem de negócios foi levado para vários lugares sagrados pelo Sadhu.

 O Sadhu finalmente ficou frustrado, porque o coração deste homem de negócios não era capaz de ser mudado. Ele permanecia com o coração duro, e sempre falando de negócios e dinheiro - onde sempre ia.

 Finalmente, o Sadhu estava prestes a desistir. Ele informou aos seus filhos, "Que seu pai era um empresário materialista, e torna-se muito difícil de mudar seu comportamento de negociante". E os filhos, disseram ao Sadhu que Não! Não! .. Você não deve desistir. Você ainda deve tentar.

 Então, como último recurso, ele levou o homem de negócios, para a cidade sagrada de Varanasi. Eles estavam passando por "um dos ghats" local a beira de rio onde havia a queima de corpos (um crematório). E logo que o homem de negócios entrou no crematório, e viu tantos corpos queimando com troncos de madeira, então ele começou a chorar. Lágrimas encheram seus olhos, que começaram a derramar pelo seu rosto. O Sadhu ficou contente pensando ver o desprendimento do homem velho de seu passado. Virou-se para o velho e colocou a mão sobre seus ombros e disse: "O que você sente agora? Como você se sente sobre a vida agora?"

 O empresário disse: "Eu realmente me sinto mal. Eu me sinto terrível, porque eu perdi minha vida. O Sadhu ainda perguntou" Sério? "Porque você se sente terrível? Diga-me.

 O empresário respondeu: "Eu era um comerciante de tecidos ao longo da minha vida. Se eu soubesse que haveria uma grande demanda de madeira para este crematório, eu teria feito negócios com madeira. Como eu perdi toda a minha vida. Estou me sentindo mal com isso agora". O Sadhu, em seguida, deu-se como fracassado na investida sobre este homem.

 Moral da história: A partir disso podemos compreender que pelo simples decurso do tempo, os desejos não iram evaporar automaticamente. Deve-se fazer esforços sinceros. Se não fizermos esforços agora em um período de tempo, os nossos desejos se tornaram impossíveis de controlar. E assim ficamos a deriva do tempo sem compreender a meta da vida humana, que é voltarmos nossa atenção a simples compreensão, de que não somos estes corpos materiais, e sim almas espirituais ao encontro de Deus ou a Suprema Personalidade de Deus Krishna. Devemos compreender nossa posição humana quando esta nos favorece com a inteligência, e assim desmitificamos as ordens que por ela atravessam, as inúmeras possibilidades de aceitarmos instruções precisas, no que se refere, a libertarmos  a alma deste corpo material. Senão caminharemos a vida toda, aprisionados pelo falso conceito de vida, e perdidamente o fracasso humano torna-se uma lamentação constante em tudo que por ela aparece, seja no âmbito de negócios ou mesmo nos diversos desfrutes que o mundo material proporciona.


 As complexidades do corpo humano, são tantas que nem podemos admitir se ele nos pertence; por esse motivo prescrevem-se alguns exemplos a seguir; 

 De acordo com Ayur Veda, "outra ramificação da literatura védica," o corpo material é composto por três elementos, pitta-kapha e vātaiḥ_ muco-bilis,e ar. Dentro do corpo uma maquinaria complexa que transforma os alimentos em líquido. tantas complexidades dentro do corpo humano em andamento,que nem sabemos como funciona; mas o que sabemos dessas complexidades? Nós dizemos: "Isto é meu corpo", mas o que sabemos sobre esse corpo? Algumas pessoas chegam a afirmar: "Eu sou Deus ", mas eles não sabem nem mesmo o que está acontecendo dentro de seus próprios corpos.Podemos perceber a ação do ar quando os galhos de uma árvore se movem,e quando as folhas secas no chão se misturam através do movimento do ar. Da mesma forma, é só pela ação do ar que um corpo se move, e quando a circulação do ar é impedido, o resultado de muitas doenças. Paralisia, colapsos nervosos, loucura e muitas outras doenças ocorrem devido a uma insuficiente circulação de ar. No sistema de Ayur-védica essas doenças são tratadas com base na circulação de ar. Se desde o início uma pessoa cuida do processo de circulação de ar, essas doenças não mais afligirão.Nosso senso de propriedade sobre a ação também é devido à atividade do ar. Se a circulação do ar é abafado, não podemos nos aproximar de algum lugar. Se alguém nos chama, nós ouvimos o som por causa da circulação de ar, e nos aproximamos do som ou do local de onde o som vem. É dito claramente nesta declaração, que estes são todos os movimentos do ar. A capacidade de detectar odores também é devido à ação do ar.

 Então como pode alguém afirmar que ele é este corpo? Ou mesmo dizer que tudo que o corpo move é por intermédio de sua própria vontade?????

 Não existe vontade própria, nem existe algum modo independente na acção, muito embora possa existir o livre arbítrio, todos somos controlados pela energia da natureza que por ultima estância provem de Deus sua ordem de controlar todos os seres. O livre arbítrio só serve para compreendermos Deus e sua origem como sendo o Supremo desfrutador de tudo que existe no universo, tanto material como espiritual. E alguns pobres e incapazes seres humanos com inveja de Deus, proclamam que podem assumir o controle de tudo, criando distúrbios na natureza tanto humana como no próprio planeta, mas que em ultima analise só afectam a eles próprios e outros que por acidente estejam dependentes de suas loucuras. Portanto devemos supor que nada existe sem a própria vontade de Deus, e por isso nossa obrigação é buscar o conhecimento espiritual bem cedo antes que o tardio ou velho corpo humano pereça, impedindo nossa formação humana.  

                  ~**"MANTRA""TRANSCENDENTAL"**~~

~~HARE KRISHNA HARE KRISHNA KRISHNA KRISHNA HARE HARE~~
~~HARE RAMA HARE RAMA
RAMA RAMA HARE HARE~~

 

publicado por Lalanesha Dasa às 15:21

Maio 13 2011
                                                          Era uma vez!
Um navio viajando naufragou durante uma tempestade no mar, e apenas dois dos homens a bordo conseguiram nadar até uma ilha próxima, um pequeno deserto em alto mar.
Os dois sobreviventes, não sabendo mais o que fazer, concordaram que não havia nenhum recurso, de se salvarem desse naufrágio, senão orar a Deus. No entanto, para descobrir qual oração era a mais poderosa, eles concordaram em dividir o território entre eles e permanecer em lados opostos da ilha.
A primeira coisa que eles tanto oraram foi por alimentos. Na manhã seguinte, o primeiro homem viu uma árvore carregada de frutos e logo pôs-se a comer os frutos . O outro homem do outro lado da ilha permaneceu estéril.
Depois de uma semana, o primeiro homem estava sozinho e decidiu orar por uma mulher. No dia seguinte, outro naufrágio aconteceu em alto mar, e o único sobrevivente, era uma mulher, e assim ela nadou até a ilha onde estava o primeiro homem.E do outro lado da ilha onde estava o segundo homem nada acontecia.
Logo, o primeiro homem orou por uma casa, roupas e mais alimentos. No dia seguinte, como uma mágica, todos esses pedidos foram cumpridas. No entanto, o segundo homem ainda não tinha nada.
Finalmente, o primeiro homem orou por um navio para que ele e sua esposa pudessem sair da ilha. De manhã, ele encontrou um navio ancorado ao seu lado da ilha. O primeiro homem embarcou no navio com sua esposa e decidiu deixar o segundo homem na ilha. Ele considerou a outro homem indigno de receber as bênçãos de Deus, uma vez que nenhuma de suas orações tinham sido respondidas. Enquanto o navio estava prestes a sair, o primeiro homem ouviu uma voz vinda do céu em plena expansão dizendo; Porque você esta deixando seu companheiro sozinho na ilha? O primeiro homem respondeu que sendo ele que tinha feito as orações e recebido as devidas bênçãos, seu companheiro não merecia com-partilhar suas bênçãos. O meu companheiro sempre ficou calado, então ele não merece nada.
Então a voz do céu respondeu. Você está enganado! E a voz  do céu o repreendeu dizendo. Ele tinha apenas uma oração, que eu respondi. Se não fosse por isso, você não teria recebido nenhuma das minhas bênçãos.
O primeiro homem, perguntou a voz. O que ele orou para que agora eu deva a ele o meu sucesso?
A voz do céu respondeu;
Ele orou para que todas as suas orações fossem respondidas.
De acordo com lei da providência, por mais que sintamos sucesso em nossas virtudes divinas quando oramos por algo que necessitamos, dependemos da boa fé de outras pessoas, pois sempre haverá alguém orando por nós, seja ele uma pessoa amiga ou uma pessoa que deseja o bem a todos os seres sem distinção de raça credo ou cor.

 

publicado por Lalanesha Dasa às 13:22

Maio 11 2011
--A moderna ciência materialista descobriu o mundo anti-material o qual era há muito tempo desconhecido para os polémicos materialistas grosseiros.
-A mais autêntica e reconhecida escritura do mundo é a literatura Védica..
-A forma superior de energia da Suprema Personalidade de Deus é descrita no Bhagavad-gita como Para Prakriti (natureza absoluta).
Os cientistas descobriram que há duas formas de matéria mas a mesma coisa é explicada no Bhagavad-gita como duas formas de energias. A matéria é uma energia que cria o mundo material e a mesma energia em sua forma superior cria o mundo anti-material. As entidades vivas também pertencem ao grupo superior de energia.
A energia inferior ou energia material é chamada de Apara Prakriti
(natureza relativa).
 Portanto no Bhagavad-gita a energia criativa é apresentada em
duas formas chamadas Apara  e  Para Prakriti...
 A matéria em sua forma rudimentar é no entanto a energia latente do Ser Supremo.
Sempre que pensamos em energia é natural que pensemos na fonte desta energia. Por exemplo, nós podemos pensar na energia eléctrica mas junto com ela nós pensamos na usina hidrelétrica onde a energia eléctrica é gerada. A energia portanto não é independente mas está sob o controle do Ser Vivo Supremo que controla a energia..
De maneira semelhante as duas formas de energia chamadas energias
inferior e superior são derivadas de uma terceira fonte que podemos chamar de um nome qualquer. Mas esta fonte de energia deve ser um ser vivo com pleno discernimento de tudo. Este Ser Vivo Supremo é a Personalidade de Deus Shri Krishna ou o todo atrativo Ser Vivo.
-- Nos Vedas o Supremo Ser Vivo ou Verdade Absoluta é chamada Bhagavan
..
Como você explica as partïculas anti-materiais?
Nós temos experiência de partículas materiais ou átomos mas nós não temos nenhuma experiência sobre átomos anti-materiais. Mas o Bhagavad-gita nos dá uma descrição das partículas anti-materiais como segue: --
"Esta partícula anti-material existe dentro do corpo material.E porque está dentro do corpo material está sempre mudando de criança para a juventude, da juventude para a adolescência e da adolescência para a vida adulta, e da vida adulta para a velhice e após a  velhice a partícula anti-material abandona o corpo sem função e assume um outro corpo
"Qualquer homem inteligente, que não esteja perturbado por estas
interações da energia material e pensa na tal resultante felicidade e ansiedade como diferentes fases da energia inferior é competente para conquistar novamente o mundo anti-material onde a vida é eterna
e de êxtase permanente.
"A forma mais refinada de partícula anti-material está contida dentro dos
corpos grosseiro e sutíl.  Porém os corpos materiais (tanto grosseiro quanto sutíl) são destrutíveis enquanto a partícula mais refinada de anti-matéria é o princípio eterno."
A perfeição da ciência culminará quando for possível para os cientistas materiais conhecerem as qualidades das partículas de anti-matéria e liberá-las da associação com partículas materiais não permanentes.
..A teoria da aniquilação de ambos os mundos é uma concepção errada. Isto é explicado no Bhagavad-gita conforme segue:
"A partícula anti-material mais refinada e imensurável é sempre indestrutível, permanente e eterna. Mas seu encarceramento pela partícula material é aniquilado em um certo momento. O mesmo princípio é também aplicado no caso de mundos materiais e anti-materiais.
Ninguém deveria temer a partícula anti-material quanto a ser alvo de aniquilação nem a partícula nem o mundo de tais partículas."
Tudo que é aniquilado também é criado num certo estágio. Assim como o corpo material é criado, também o mundo material é criado. E porque a partícula anti-material nunca é aniquilada também ela nunca é criada.
"A partícula anti-material que é a força vital nunca é nascida ou criada. Ela existe eternamente. Ela não tem data de nascimento ou alguma data para morrer. Não é nem criada nem aniquilada por repetição. Ela existe eternamente e por isto ela é a mais velha dentre os velhos e ainda é sempre nova e fresca. Com a aniquilação das partículas materiais a partícula anti-material nunca é aniquilada."
O princípio acima é aplicado ao mundo anti-material também. Quando o mundo material é aniquilado, o mundo anti-material existe sob qualquer circunstância.
Da plataforma do mundo material não se pode estimar a posição real do mundo anti-material. Mas o Supremo Senhor que é o controlador tanto da energia material quanto da energia anti-material descende por sua misericórdia sem causa e nos dá completa informação do mundo anti-material e assim nós podemos conhecer o que é o mundo anti-material.
O Senhor Supremo e as entidades vivas ambos são da mesma qualidade
anti-material..
O céu anti-material é mencionado no Bhagavad-gita como a natureza eterna.
Na literatura Védica especialmente no Srimad Bhagavatam, tais assuntos são minuciosamente explicados e o Bhagavad-gita é o estudo preliminar do Bhagavatam.
 Estes dois importantes livros de conhecimento devem ser bem estudados por todos os homens do mundo científico.
Quais são estas atividades anti-materiais? As atividades anti-materiais são como doses medicinais. Quando um homem fica doente ele vai ao médico. O médico prescreve algum remédio que também são coisas materiais. Mas por ser prescrito por um médico especialista tais doses de medicação curam os males do paciente sofredor.
Os materialistas tolos não se posicionam sob o tratamento de um médico
especialista transcendental. Se o fizessem eles teriam se curado de sua doença material que os submetem à tribulações de repetidos nascimentos, mortes, doenças e velhice. Tal insensato materialista poderia ainda se submeter ao tratamento da “De Volta ao Supremo” e assim  transferir-se ao mundo anti-material onde há vida eterna ou nenhum nascimento ou morte..
Apenas aqueles que estão muitíssimo cativados pelo glamour do mundo material não conseguem aceitar a autoridade do Senhor Sri Krishna por causa de sua vida poluída por hábitos indisciplinares. Portanto é necessário tornar-se limpo em hábitos e em seu coração antes de poder entender os detalhes do mundo anti-material..
O processo de entrar no mundo anti-material é diferente da maneira materialista.A admissão ou transmigração da entidade viva individual ou partícula anti-material que está agora enredada pela associação material, __ pode ser feita no mundo anti-material muito facilmente praticando as atividades anti-materiais enquanto residem no mundo material.
 Os obstáculos são muitos mas os devotos da Personalidade de Deus podem
facilmente sobrepor tais dificuldades se eles seguirem rigidamente o
caminho apontado pelos devotos transcendentais.
 
"Bhaktiyoga" é portanto a solução para todas os propósitos e ela tornou-se ainda mais fácil,especialmente para esta era de Kali,pelo próprio Senhor e Sua mais sublime,liberal e munificente aparição como o Senhor Chaitanya Mahaprabhu.
  Por Sua graça pode-se rapidamente entender os princípios de ´Bhaktiyoga` através da sumária limpeza de todas as confusões dentro do coração e pela extinção do fogo das tribulações materiais com a chance de ter acesso à bem aventurança transcendental.

""MANTRA""TRANSCENDENTAL""

"HARE KRISHNA HARE KRISHNA KRISHNA KRISHNA HARE HARE
HARE RAMA HARE RAMA
RAMA RAMA HARE HARE"

 

 

publicado por Lalanesha Dasa às 11:42

Maio 09 2011


 Era uma vez, em uma pequena aldeia, um agricultor teve a infelicidade de pedir de empréstimo, uma grande soma de dinheiro a um agiota da vila.

O agiota, que era velho e feio,imaginou a bela filha do fazendeiro como sua esposa. Assim, ele propôs uma bar-ganha ao agricultor.

Ele disse que iria renunciar a dívida do agricultor, se ele pudesse se casar com sua filha.

Tanto o agricultor como sua filha ficaram horrorizados com a proposta. Assim, o astuto agiota sugeriu que a Providência decidisse a questão.

Ele lhes disse que iria colocar um seixo preto e uma pedrinha branca em um saco de dinheiro vazio. Então a menina teria que escolher um seixo do saco.

1) Se ela pega-se a pedra negra, ela se tornaria sua esposa e a dívida de seu pai seria perdoada.

2) Se ela pega-se o seixo branco, ela não precisaria casar com ele e a dívida de seu pai então estaria perdoada.

3) Mas se ela se recusa-se a pegar uma dessas pedras, o pai seria atirado na prisão.

Eles estavam em um caminho de seixos espalhados no campo do agricultor. Enquanto conversavam, o agiota inclinou para pegar duas pedras.

Como ele as pegou, a garota de olhar penetrante notou que ele tinha pego duas pedras pretas e colocou-as dentro do saco.

Ele então perguntou a garota para escolher um seixo do saco.

Agora, imagine qual seria a razão se você estivesse presente no campo do agricultor. O que você teria feito se fosse a menina?

Se você tivesse de aconselhá-la, o que teria dito a ela?

A análise cuidadosa produziria três possibilidades:

1. A menina deve se recusar a tomar uma pedrinha.
2. A menina deve mostrar que havia duas pedras pretas na sacola e expor o agiota como um traidor.
3. A menina deve escolher uma pedrinha preta e sacrificar-se para salvar seu pai da sua dívida e prisão.

Tome um momento para refletir sobre a história. A história acima é usada com a esperança de que ela vai nos fazer apreciar a diferença entre o pensamento unilateral e o lógico.

O dilema da menina não pode ser resolvido com o pensamento lógico tradicional.

Pense nas conseqüências se ela escolher a resposta acima como lógico.

O que você recomendaria para a menina a fazer?

Bem, aqui está o que ela fez ....

A menina pôs a mão no saco de dinheiro e retirou um seixo. Sem olhar para ela, ela se atrapalhou e deixou-a cair, espalhadas onde imediatamente se perdeu entre todas as outras pedras.
"Oh, como sou desajeitada ", disse ela. "Mas não se preocupe, se você olhar para o saco, você será capaz de dizer qual foi das pedras que eu escolhi."

Desde que o seixo restante era preto, deve considerar-se que ela tinha escolhido o branco.

E desde que o agiota não ousou admitir sua desonestidade, a menina mudou o que parecia ser uma situação impossível ou extremamente vantajosa.

Moral da história:

A maioria dos problemas complexos têm uma solução. Só que nós, não tentamos pensar com a reflexão, e sim com o imediatismo, e isso ocasiona o imprevisto da lógica. Portanto devemos sempre refletir antes de haver uma prévia sugestão do pensamento.

publicado por Lalanesha Dasa às 23:05

Intercâmbios
Este Album abaixo, esta para download gratuitamente é só clicar no ícone ( Lalanesha in Concert Mantras )