*Sejam*Bem-Vindos* A Morada Suprema do Amor a Deus *

Março 11 2011

 

O grande santo Nãrada Muni através de suas instruções proclama que devemos seguir exemplos dos quais possamos adquirir toda a boa fortuna espiritual e assim elevarmo-nos ao mais perfeito estado de vida humana.

O grande santo Nãrada Muni começa dizendo como uma pessoa que é capaz de cultivar o conhecimento espiritual deve renunciar a todas as ligações materiais, e meramente mantendo o corpo habitável, ela deve viajar de um lugar a outro, passando somente uma noite em cada aldeia, vila ou cidade. Dessa maneira, sem se curvar às necessidades do corpo, o renuciante deve viajar mundo afora.

Uma pessoa renunciada, inteiramente satisfeita no eu, deve viver de esmolas pedidas de porta em porta. Jamais precisando depender de alguém ou de algum lugar, o renunciante sempre deve ser um amigo benquerente de todos os seres vivos e um imaculado e pacífico devoto da Suprema Personalidade de Deus Krishna. Dessa maneira, ele deve mover-se de um lugar para outro lugar.

O renunciante sempre deve tentar ver que o Supremo é onipenetrante e deve ver que todas as coisas, incluindo este Universo, repousam no Supremo.

Durante o estado de consciência e inconciência, e entre os dois, ele deve tentar entender o eu e situar-se plenamente no eu. Dessa maneira, deve compreender que as fases de vida condicionada e liberada são apenas ilusórias e não acontecimentos reais. Munido dessa compreensão superior, ele deve ver apenas a onipenetrante Verdade Absoluta.

O estado inconsciente é igual à ignorância, escuridão ou existência material, e no estado consciente, a pessoa está desperta. O estado marginal, entre a consciência e inconsciência, não tem existência permanente. Portanto, alguém que compreende profundamente o eu sabe que consciência e inconsciência são apenas ilusões, pois, a rigor, elas não existem. Apenas a Suprema Verdade Absoluta existe.

Como o Senhor confirma no Bhagavad-Gita (Cap. 9 Verso 4).

"Sobe Minha forma imanifesta, Eu penetro todo este Universo. Todos os seres estão em Mim, mas Eu não estou neles."

Tudo existe com base no aspecto impessoal de Krishna; sem Krishna, nada pode existir. Portanto, o devoto avançado de Krishna pode ver o Senhor em toda parte, sem ilusão.

Uma vez que o corpo material com certeza será exterminado e a duração da vida da pessoa não é fixa, nem a morte nem a vida devem ser louvadas. Ao contrário, deve-se observar o eterno fator tempo, no qual a entidade viva manifesta-se e desaparece.

_No mundo material, os seres vivos, tanto no presente quanto no passado, têm estado ocupados em tentar resolver o problema do nascimento e da morte. Alguns põem a morte em relevo e apontam a existência ilusória de tudo o que é material, ao passo que outros dão ênfase à vida, tentando preservá-la ao máximo. Tanto uns como outros são tolos e ignorantes. Aconselha-se que se observe o eterno tempo, que é a causa do aparecimento e desaparecimento do corpo material, e que se observe que a entidade viva enreda-se nesse fator tempo. Portanto comenta-se entre os sábios, que devem-se observar as atividades do tempo eterno, o qual é a causa do nascimento e da morte. Antes da criação do presente milênio, as entidades vivas estavam sob a influência do fator tempo, e dentro do fator tempo, o mundo material passa a existir e então é aniquilado. Estando sob o controle do fator tempo, as entidades vivas aparecem e morrem, vida após vida. Esse fator tempo é uma representação impessoal da Suprema Personalidade de Deus, que dá às entidades vivas condicionadas pela natureza material uma oportunidade de emergir dessa natureza tão logo elas se rendam ao Senhor.

A literatura que não produz benefício espiritual_deve ser rejeitada. Ninguém deve adotar a profissão de professor só para subsistir dela, nem deve absorver-se em argumentos e contra argumentos. Tampouco deve alguém refugiar-se em alguma causa ou facção.

Alguém que deseja avançar em compreensão espiritual deve ser extremamente cuidadoso de evitar ler a literatura ordinária. O mundo está repleto de literatura ordinária que cria agitação desnecessária na mente. Semelhante literatura, incluindo os jornais, dramas, novelas ou revistas, realmente não se destina ao avanço em conhecimento espiritual. Na verdade, ela é descrita como o lugar reservado para o prazer dos corvos. Todos aqueles que querem avançar em conhecimento espiritual devem rejeitar tal literatura. Ademais, ninguém deve interessar-se pelas conclusões dos vários lógicos ou filósofos. Evidentememte, aqueles que pregam, às vezes, precisam argumentar contra as posições dos oponentes, porém, na medida do possível, deve-se evitar uma atitude de prós e contras ou contendora (contestar).

O renunciante não deve propor benefícios materiais só para obter muitos seguidores, nem deve desnecessariamente ler muitos livros ou dar conferências para sobreviver. Ele jamais deve tentar aumentar desnecessariamente as opulências materiais.

Embora uma pessoa santa prefira não se expor à visão da sociedade humana, através do seu comportamento, o seu propósito acaba sendo revelado. À sociedade humana, ela deve apresentar-se como uma criança inquieta, e, embora seja maior e mais ponderado orador, deve apresentar-se como um mudo.

Uma grande personalidade muito avançada em consciência de Krishna talvez prefira não se expor através de sinais de um verdadeiro renunciante ou sábio. Então, ela pode viver como uma criança inquieta ou um mudo, embora ela seja o maior orador ou poeta. 

Todas estas conotações espirituais, só servem de exemplo para quem tem como objetivo encontrar a razão pela qual poderá libertar-se das diversas anomalias materiais, pois somente quem sabe discernir entre a vida que se destina ao avanço espiritual e ao conhecimento de causa, pode entender tais ensinamentos, e com isso viver o princípio de toda a sabedoria. 

O processo natural consiste em regar a raíz.. Entretanto, mesmo que continuem perpetuamente jogando água nas folhas, tudo secará por falta de nutrição.  

As literaturas Sagradas nos aconselha a regar a raíz, a fonta de toda germinação.. 

A adoração à massa humana prestando-lhe serviço físico, que nunca pode ser perfeito, é menos importante do que o serviço à alma. 

A alma é a raíz que gera diferentes tipos de corpos de acôrdo com a lei do karma. Prestar serviços aos seres humanos através de assistência médica, assistência social e favorecimentos educacionais enquanto que ao mesmo tempo se cortam o pescoço dos pobres animais nos matadouros não é em hipótese alguma um serviço prestado à alma.. 

O ser vivo sofre perpetuamente em diferentes tipos de corpos as misérias materiais existentes sob a forma de nascimento, velhice, morte e doença. A forma humana de vida oferece uma chance para sair deste enredamento restabelecendo o laço perdido entre a entidade viva e o Supremo Senhor.

As atividades materialistas sempre estão acompanhadas de três classes de condições miseráveis_Adhyatmika Adhydaivika e Adhibhautica. Portanto, mesmo que alguém alcance algum sucesso executando essas atividades, que adiantará esse sucesso? Mesmo assim, ele estará sujeito ao nascimento, velhice, doença e morte e às reações de suas atividades.

De acordo com o modo de vida materialista, se um homem pobre, após trabalhar mui arduamente, obtém no fim de sua vida algum ganho material, ele é considerado um sucesso, muito embora também morra enquanto sofre as três classes de misérias_adhyãtmika, adhydaivika e adhybhautika. Ninguém pode escapar das três espécies de misérias presentes na vida materialista, a saber, as misérias relacionadas com o corpo e a mente,(adhyãtmika) as misérias decorrentes das dificuldades impostas pela sociedade, comunidade, nação, e outras entidades vivas,(adhydaivika) e as misérias que nos são infligidas pelos distúrbios naturais, tais como os terremotos, a fome, a seca, as inundações, as epidemias e assim por diante. Se alguém trabalha mui arduamente e sofre as três classes de misérias, e então consegue ganhar algum benefício, qual o valor desse benefício? Além disso, mesmo que um trabalhador seja exitoso em acumular alguma riqueza material, ainda assim, ele não conseguirá desfrutá-la, pois tem que morrer num clima de profunda agonia. Existem a todo o momento milhares de pessoas pedindo que seu médico assistente acrescente mais alguns anos de vida de modo que possa completar seus planos materiais. Evidentemente, o médico não consegue prolongar a vida do homem ou de uma pessoa, que portanto morre em situação pesarosa. Todos têm que morrer dessa maneira, e depois que a situação mental da pessoa é esquadrinhada pelas leis da natureza material, ela recebe outra oportunidade de tentar satisfazer os seus desejos noutro corpo. Traçar planos materiais para obter felicidade material não tem valor algum, porém, sob o encanto da energia ilusória, consideramo-los extremamente valiosos. Houveram muitos politicos, reformadores sociais e filósofos que morreram mui miseravelmemte, sem conseguir extrair dos seus planos materiais algum valor prático. Portanto, um homem são e sensato jamais deseja trabalhar arduamente, sujeitando-se às condições impostas pelas três classes de misérias, e acabar morrendo em desapontamento.

8063394_GzTob.jpeg

publicado por Lalanesha Dasa às 21:12

Intercâmbios
Este Album abaixo, esta para download gratuitamente é só clicar no ícone ( Lalanesha in Concert Mantras )