*Sejam*Bem-Vindos* A Morada Suprema do Amor a Deus *

Janeiro 03 2012

                          click to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own text            click to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own text

-Ó rei, para o benefício de toda humanidade Eu lhe descreverei como observar o jejum no décimo primeiro dia depois da lua cheia e depois da lua nova de cada mês.

Ó rei, narrarei agora para você a história do Putrada Ekadasi, o qual remove todo tipo de pecado e torna a pessoa famosa e erudita. Havia uma vêz um reino chamado Bhadravati, o qual era governado pelo rei Suketuman, sua rainha era a famosa Saibya. Porque não tinha filhos, ele ficava muito tempo em ansiedade pensando:  "Se eu não tiver filhos, quem dará continuação a minha dinastia?"  Desta maneira, o rei meditou por muito tempo numa atitude religiosa, pensando:  "Onde devo ir? O que devo fazer? Como poderei ter um filho?"  O rei Suketuman não encontrava felicidade em nenhuma parte de seu reino, nem no próprio palácio, e logo ele passava mais e mais tempo dentro do palácio de sua esposa, somente pensando em como poderia obter um filho.

Assim, tanto o rei Suketuman quanto a rainha Saibya estavam sofrendo muito. Mesmo quando eles ofereciam tarpana (oblações de água aos antepassados), a miséria mútua deles os faziam pensar que isto era tão desagradável quanto água fervente. Eles pensavam que não teriam descendentes para oferecer tarpana a eles quando morressem. O rei e a rainha ficavam especialmente frustados, em saber que seus antepassados, estavam inquietos pois em breve não teriam ninguém para oferecer tarpana a eles.

Após saber da infelicidade de seus antepassados, o rei e a rainha ficaram mais e mais miseráveis e nem seus ministros, nem mesmo seus amados amigos podiam animá-los. Para o rei, seus elefantes, cavalos e infantaria não eram consolo e por fim ele tornou-se praticamente inerte e desamparado.

O rei pensou: "Está dito que sem um filho o casamento é inútil. Realmente, para um pai de família sem filhos, tanto seu coração como sua esplêndida casa permanecem vazios e miseráveis. Desprovido de um filho, o homem não pode liquidar o débito que tem para com os antepassados, semideuses e outros seres humanos. Portanto todo homem casado deve esforçar-se para gerar um filho; assim ele se tornará famoso dentro deste mundo e alcançará por fim os reinos celestiais auspiciosos. Um filho é a prova das atividades piedosas que um homem executou durante as suas cem vidas passadas e tal pessoa obtem uma longa duração de vida neste mundo, além de boa saúde e grande riqueza. Possuir bons filhos e netos nesta vida prova que a pessoa adorou o Senhor Vishnu, a Suprema Personalidade de Deus, no passado. A grande benção de filhos, riqueza e inteligência aguda somente podem ser obtidos pela adoração ao Senhor Supremo, Sri Krishna. Esta é minha opinião."

Pensando assim, o rei não tinha paz. Ele permanecia dia e noite em ansiedade, desde a manhã até a tarde e desde a hora que deitava pra dormir à noite, até a hora do sol nascer de manhã. Seus sonhos eram igualmente cheios de grande ansiedade. Sofrendo assim de ansiedade e preocupação constantes o rei Suketuman resolveu por um fim a sua miséria cometendo suicídio. Porem ele compreendeu que o suicídio leva a pessoa à condições infernais de renascimento e desta forma ele abandonou a idéia, Vendo que estava destruido-se gradualmente pela ansiedade que consumia tudo, devido a falta de um filho, o rei finalmente montou em seu cavalo e partiu sozinho para a densa floresta. Ninguém, nem mesmo os sacerdotes brahmanas do palácio, sabiam onde ele tinha ido.

Naquela floresta, a qual estava repleta de cervos, passáros e outros animais o rei Suketuman perambulou a esmo, observando todos os diferentes tipos de árvores e arbustos, tais como a figueira, a árvore da fruta bel, tamareira, palmeira, jaqueira, bakula, saptaparna, tinduka e tilaka, bem como as árvores sala, tala, tamala, sarala, hingota, arjuna, labhera, baheda, sallaki, karonda, patala, khaira, saka e palasa. Todas estavam belamente decoradas com frutas e flores. Ele viu gazelas, tigres, javalis, leões, macacos, serpentes, elefantes machos no cio, femêas de elefantes com seus filhotes e elefantes de quatro presas com suas companheiras. Haviam ali búfalos, chacais, coelhos, leopardos e hipopótamos. Vendo todos estes animais acompanhados de suas femêas e filhotes, o rei lembrou seus próprios animais, especialmente dos elefantes do seu palácio e ficou tão triste que divagou no meio deles distraidamente.

Subitamente o rei ouviu ao longe o uivo do chacal, alarmado ele começou a movimentar-se olhando ao redor em todas as direções. Logo chegou o meio-dia e o rei começou a ficar cansado. Ele estava atormentado pela sede. Ele pensou:  "Qual teria sido a ação pecaminosa que executei para agora ser forçado a sofrer assim, com minha garganta ressecada e ardendo? Eu agradei os semideuses com numerosos sacrifícios de fogo e adoração devocional abundante. Dei muitos presentes e doces deliciosos em caridade a todos os brahmanas respeitaveis e tenho cuidado dos meus súditos como se fossem meus próprios filhos. Porque estou sofrendo tanto? Quais os pecados desconhecidos que vieram me atormentar assim terrivelmente?"

Absorto nestes pensamentos, o rei Suketuman esforçou-se para seguir e eventualmente, devido a seu crédito piedoso, ele chegou a um belo açude que se assemelhava ao famoso lago Manasarovara. Este estava repleto de seres aquáticos, incluindo crocodilos e muitas variedades de peixes e embelezados com lírios. Belos lótus estavam abertos ao sol, cisnes, garças e patos nadavam alegremente naquelas águas. Próximo dali haviam muitos asramas atrativos, onde residiam muitos santos e sábios, os quais podiam satisfazer os desejos de qualquer pessoa. De fato, eles desejavam o bem a todos. Quando o rei viu todo isto, seu olho e braço direito começaram a tremer, um sinal de que algo de auspicioso estava para acontecer.

Desta maneira o rei desmontou de seu cavalo e ficou de pé próximo aos sábios, os quais estavam sentados às margens do lago; o rei viu que eles estavam cantando os santos nomes de Deus nas contas de japa. O rei prestou suas reverências e com as mãos juntas glorificou-os. Ele estava tomado de prazer por estar na presença deles. Observando que o rei lhes oferecia respeitos, os sábios disseram:

- Nós estamos muito contente com você, ó rei, bondosamente, diga-nos por que você veio até aqui, o que tem em mente? Por favor diga-nos o que deseja.

O rei respondeu:

-Ó grandes sábios, quem são vocês? Quais os seus nomes? Ó santos auspiciosos, por que vocês vieram a este belo lugar? Por favor, digam-me tudo.

Os sábios responderam:

-Ó rei, nós somos os Visvedevas,os filhos de Visva nós viemos a este belo lago para nos banhar. O mês de Magha começara daqui a cinco dias, hoje é o famoso Putrada Ekadasi. Aquele que deseja um filho deve observar fielmente este Ekadasi.

O rei disse:

-Tenho tentado muito arduamente ter um filho. Se vocês grandes sábios estão satisfeitos comigo, bondosamente garantam-me um bom filho.

-O próprio sentido da palavra Putrada, os sábios responderam,  é conceder um filho. Assim, por favor observe jejum completo neste dia de Ekadasi. Se você assim o fizer, então por nossas bençãos, e pela misericórdia do Senhor Kesava, você com certeza obterá um filho.

Seguindo o conselho dos Visvedevas, o rei observou o dia de jejum auspicioso do Putrada Ekdasi de acordo com todas as regras e regulações estabelecidas e no Dvadasi, após romper o jejum, ele prestou suas reverências repetidamente a todos  eles.

Logo após  Suketuman ter retornado ao seu palácio, a rainha Saibya ficou grávida e exatamente como os sábios Visvedevas tinham predito, nasceu deles um belo filho de face brilhante. No devido curso do tempo ele se tornou famoso como um heroíco principe e o rei louvou com satisfação este nobre filho fazendo dele seu sucessor. O filho de Suketuman cuidou de seus súditos muito conscienciosamente, exatamente como se eles fossem seus próprios filhos.

Em conclusão, ó Yudhisthira, aquele que deseja satisfazer seus desejos deve observar o Putrada Ekadasi estritamente. Enquanto estiver neste planeta, aquele que observar estritamente este Ekadsi certamente obterá um filho e após a morte alcançará a liberação. Até mesmo quem quer que leia ou ouça as glórias do Putrada Ekadasi obterá o mérito alcançado pela execução de qualquer ritual religioso. É para o benefício de toda a humanidade que Eu expliquei tudo isto para você.

Nas escrituras sagradas existe a seguinte explicação sobre este jejum de Ekadasi. Se diz que aquele que jejua no Ekadasi livra-se de todas as espécies de reações de atividades pecaminosas e avança na vida piedosa. O princípio básico não é simplesmente jejuar, mas sim aumentar nossa fé e nosso amor por Govinda, ou Krishna. O verdadeiro motivo para se jejuar em Ekadasi é reduzir ao mínimo as exigências do corpo para ocupar nosso tempo no serviço ao Senhor, cantando ou executando algum serviço similar. A melhor coisa a fazer em dias de jejum é se lembrar dos passatempos de Govinda-Krishna e ouvir constantemente Seu santo nome.

Nota sobre o Ekadasi:

 A palavra “EKADASI”, em sânscrito, quer dizer onze (11), então são contados 11 dias após os dias da lua nova e da lua cheia.

Nesse dia se observa jejum de todos os tipos de cereais, inclusive alimentos industrializados que contenham derivados de cereais. 

Certa vez, o grande sábio Jaimini, disse ao seu mestre espiritual

Srila Vyasadeva:

Ó Gurudeva, Quando Ekadasi nasceu e de quem ele apareceu? Quais as regras de jejuar no dia deEkadasi? Por favor, descreva os benefícios de se seguir este voto e quando ele deve ser seguido. Quem é a maior deidade adorável de Sri Ekadasi? Quais são os erros de não se seguir Ekadasi corretamente? Por favor, deposite sua misericórdia sobre mim e me diga sobre estes assuntos, pois o senhor é a única personalidade capaz de fazê-lo.

Srila Vyasadeva ouvindo estas perguntas de seu discípulo Jaimini, situou-se em transe transcendental e respondeu:
-Ó brahmana sábio Jaimini, Os resultados de se seguir Ekadasi podem ser perfeitamente descritos pelo Senhor Supremo, Narayana, pois Sri Narayana é a única personalidade capaz de descrevê-los na sua totalidade. Mas eu darei uma breve descrição em resposta a sua indagação.
No começo da criação material, o Senhor Supremo criou as entidades vivas móveis e imóveis, dentro deste mundo feito de cinco elementos grosseiros. Simultaneamente para o propósito de punir os seres humanos, Ele criou a personalidade cuja forma foi à incorporação do pecado (Papa-purusha). Os diferentes membros desta personalidade foram construídos de várias atividades pecaminosas: sua cabeça foi feita do pecado de assassinar um brahmana; seus olhos tiveram a forma do pecado de tomar tóxico; sua boca foi feita do pecado de ter relação ilícita com a esposa do mestre espiritual; seu nariz do pecado de matar sua própria esposa; seus braços a forma do pecado de matar uma vaca; seu pescoço feito de pecado de roubar a riqueza acumulada de outrem; seu peito do pecado do aborto; seu baixo tórax do pecado de ter sexo com a mulher de outro; seu estômago do pecado de matar seus parentes; seu umbigo do pecado de matar aqueles que são seus dependentes; seu pulso do pecado da auto-apreciação; suas coxas do pecado de ofender o guru; sua genitália do pecado de vender sua filha; suas nádegas do pecado de contar assuntos confidenciais; seus pés do pecado de matar seus pais e seu cabelo das formas das menos severas atividades pecaminosas. Desse modo uma personalidade horrível incorporando todas as atividades pecaminosas e vício foi criado. A cor de seu corpo é preta, seus olhos são amarelos. Ele impõe extrema misericórdia pelas pessoas pecadoras.
A Suprema personalidade de Deus, o Senhor Vishnu, vendo esta personalidade do pecado, começou a pensar o seguinte:
-Eu sou o criador das misérias e da felicidade das entidades vivas. Eu sou seu mestre porque criei esta personalidade do pecado; que é quem dá sofrimento para todas as pessoas desonestas, trapaceiras e pecadoras. Agora Eu devo criar alguém que controlará esta personalidade. Nesta época, Sri Bhagavam criou a personalidade de Yamaraja e os diferentes sistemas planetários infernais. Aquelas entidades vivas que são pecaminosas serão enviadas depois da morte para o reino de Yamaraja que por sua vez, de acordo com seus pecados, enviá-las-ão a região

Depois de ter sido feito ajuste, o Senhor Supremo, que é quem dá a desgraça ou felicidade às entidades vivas, foi à morada de Yamaraja, com ajuda de Garuda, o rei dos pássaros.
Quando Yamaraja viu que o Senhor Vishnu tinha chegado, ele imediatamente lavou os pés Dele e fez uma oferenda cerimonial a Ele, então fê-lo sentar num trono dourado. O Senhor Supremo, Sri Vishnu, ficou sentado no trono dourado de onde Ele escutou uns sons de choro muito alto vindo da direção sul. Ele surpreendeu-se com isto e perguntou a Yamaraja:
-De onde este choro alto está vindo?
Yamaraja em resposta disse:

-Ó Deva! As diferentes entidades vivas dos sistemas planetários da terra caíram nas regiões infernais, elas estão sofrendo extremamente por suas ações erradas. O horrível choro é por causa do sofrimento das reações de suas más ações do passado.

Depois de escutar isto o Senhor Supremo, Sri Vishnu, foi à região infernal do sul, quando os habitantes viram quem tinha chegado, eles começaram a chorar mais alto ainda. O coração do Senhor Supremo, Sri Vishnu, tornou-se cheio de compaixão. O Senhor Vishnu Pensou: Eu criei toda esta progênie e é por minha causa que eles estão sofrendo.

Srila Vyasadeva continuou:

-Ó Jaimini! Apenas ouça o que o Senhor Supremo fez em seguida: Depois Dele ter refletido sobre o que previamente considerou, Ele imediatamente manifestou de sua própria forma a deidade do dia lunar deEkadasi (nota 1). Em seguida as diferentes entidades vivas pecadoras, começaram a seguir os votos deEkadasi e foram então elevadas rapidamente para a morada Vaikunta. Ó minha criança Jaimini, então o dia lunar de Ekadasi é a mesma forma do Senhor Supremo, Vishnu, que é a Superalma do coração das entidades vivas. Sri Ekadasi é a ultima atividade e está situada como a cabeça entre todos os votos.

Seguindo a ascensão de Sri Ekadasi, aquela personalidade que é a forma da atividade pecaminosa, gradualmente viu a influência que ela tinha. Ele aproximou-se do Senhor Vishnu, com dúvidas em seu coração e começou a oferecer muitas preces, com as quais o Senhor Vishnu ficou muito satisfeito e disse:

-Eu tornei-me muito satisfeito com suas lindas preces. Qual é a dádiva que você quer?

O Papapurusha respondeu:

-Eu sou Sua progênie criadora, e é através de mim que Você quis o sofrimento dado às entidades vivas que são muito pecaminosas. Mas agora, pela influência de Sri Ekadasi eu tornei-me destruído. ÓPrabhu, depois da minha morte, todas as suas partes e parcelas que aceitaram corpos materiais, tornar-se-ão liberadas e assim retornarão à morada Vaikunta. Se essa liberação de todas as entidades vivas acontecer, então quem continuará Suas atividades? Não haverá ninguém para desempenhar os passatempos nos sistemas planetários da terra. Ó Kesava, se Você quer que estes passatempos eternos continuem, então, por favor, salve-me do temor de Ekadasi. Nenhum tipo de atividade piedosa pode atar-me, mas apenas Ekadasi, sendo sua forma manifesta pode impedir-me. Fora o temor de Sri Ekadasi eu escapei e defende-me dos homens; animais; insetos; montanhas; árvores; entidades vivas móveis e imóveis; rios; oceanos; florestas; sistemas planetários celestiais, terrestres, infernais; semideuses e os gandharvas'.

Eu não posso encontrar um lugar onde possa estar livre do temor a Sri Ekadasi. Ó meu mestre, Eu sou um produto de sua criação, portanto muito misericordiosamente indique-me um lugar onde eu possa morar sem medo.

Srila Vyasadeva disse a Jaimini:

-Depois de dizer isso, a incorporação das atividades pecaminosas (Papapurusha) caiu aos pés do Senhor Supremo, Sri Vishnu, que é o destruidor de todas as misérias e começou a chorar.

Depois disso o Senhor Vishnu, observando a condição de Papapurusha, com riso, começou a falar assim:

-Ó Papapurusha, levante-se! Não se lamente mais. Apenas ouça e Eu lhe direi onde você poderá ficar no dia lunar de Ekadasi. No dia de Ekadasi, que é o benfeitor dos três sistemas planetários, você poderá tomar conta (se ocultar) de víveres em forma de grãos. Não há razão preocupar-se mais sobre isto, porque Minha forma como Ekadasi não o impedirá mais. Depois de dar a direção ao Papapurusha o Senhor Supremo desapareceu, e o Papapurusha voltou a executar suas próprias atividades.

Conseqüentemente, aquelas pessoas que são sérias sobre o benefício último para a alma, nunca comerão grãos em Ekadasi. De acordo com as instruções do Senhor Vishnu, todos os tipos de atividades pecaminosas que podem ser encontradas no mundo material tomam sua residência na forma de grãos alimentícios. Quem seguir Ekadasi, está liberto de todos os pecados e nunca entrará nas regiões infernais. Mas se a pessoa não seguir Ekadasi por causa da ilusão, ela é considerada a pior pecadora. Por cada bocado de grãos que é comido em Ekadasi por um residente da região terrestre, recebe-se a reação de assassinar milhões de brahmanas! É definitivamente necessário que se deixe de comer grãos em Ekadasi. Eu digo de novo mui fortemente:

Seja a pessoa de qualquer status social, ou de qualquer família, ela deve seguir o dia lunar de Ekadasi. Disso a perfeição social e espiritual será atingida. Especialmente, até mesmo se por trapaça, uma pessoa seguir o voto de Ekadasi, todos os seus pecados serão destruídos e ela facilmente atingirá a meta suprema, a morada espiritual de Vaikunta.

                                                                                                click to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own text                                                                  

                                  click to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own textclick to generate your own text                                                     

publicado por Lalanesha Dasa às 12:13

Este Album abaixo, esta para download gratuitamente é só clicar no ícone ( Lalanesha in Concert Mantras )