*Sejam*Bem-Vindos* A Morada Suprema do Amor a Deus *

Janeiro 11 2013

 O Senhor diz ao seu querido devoto aqui representado por Arjuna seu primo amigo e discípulo, que, como Ele entrou no universo material através de Sua representação pessoal, a manifestação cósmica tornou-se possível e continua existindo. E quanto a Arjuna, ele está inspirado pelas declarações de Krishna, mas para convencer outros que no futuro poderão pensar que Krishna é uma pessoa comum, Arjuna deseja realmente vê-lO em Sua forma universal, para observar como Ele age dentro do Universo, embora esteja alheio a este. O fato de Arjuna dirigir-se ao Senhor como, "Ó melhor das Personalidades" também é significante. Como é a Suprema Personalidade de Deus, o Senhor está presente dentro do próprio Arjunae e de seu devoto puro e imaculado; por isso, Ele conhece o desejo de Arjuna e pode compreender que este não tem nenhum desejo especial de vê-lO em Sua forma Universal, pois está inteiramente satisfeito em ver a forma pessoal de Deus "Krishna." Mas o Senhor pode compreender também que Arjuna quer ver a forma Universal para convencer os outros. Para si, Arjuna ou o devoto puro que indaga sobre esta questão, não deseja nenhuma confirmação. Krishna também compreende que Arjuna quer ver a forma universal para estabelecer um critério, pois no futuro haveria muitos impostores que se fariam passar por encarnações de Deus. As pessoas, portanto, devem ser cuidadosas; aquele que alega ser Krishna ou Deus deve estar preparado para mostrar sua forma Universal e suas proezas para que o povo possa confirmar sua alegação.

E ainda assim o devoto puro se dirigi a Krishna com a seguinte declaração: 

Ó mestre ó Senhor de todo o poder místico, se Você acha que sou capaz de contemplar Sua forma cósmica, então, mostre-me por favor este ilimitado Eu Universal.

 Diz-se que, através dos sentidos materiais, ninguém pode ver, ouvir, compreender ou perceber o Senhor Supremo, Krishna. Mas se, desde o começo, o devoto se ocupa no serviço transcendental amoroso do Senhor, então, o Senhor pode revelar-Se para ele. Cada entidade viva é apenas uma centelha espiritual, portanto, não lhe é possível ver nem compreender o Senhor Supremo. Arjuna, como devoto, não depende de sua força especulativa; em vez disso, ele admite suas limitações como entidade viva e reconhece a posição inestimável de Krishna. Arjuna podia compreender que para uma entidade viva não é possível entender o infinito ilimitado. Se o infinito Se revela, então, é possível compreender a natureza do infinito pela graça do infinito. Se dirigir a Krishna dizendo, ó Senhor de todo o poder místico também é muito significativa aqui porque o Senhor tem poder inconcebível. Se Ele quiser, Ele pode Se revelar por Sua graça, embora seja ilimitado. Por isso, Arjuna suplica a graça inconcebível de Krishna. Ele não dá ordens a Krishna. Krishna não é obrigado a Se revelar a quem não se rende em plena consciência de Krishna e não se ocupa em serviço devocional. Logo, não é possível que pessoas que dependem da força de suas especulações mentais, vejam ou percebem Krishna em suas vidas embora esteja presente no coração de toda a entidade viva. 

Ninguém pode ver o Universo inteiro enquanto fica parado no mesmo lugar. Nem mesmo o cientista mais adiantado pode ver o que está acontecendo em outras partes do Universo. Mas um devoto como Arjuna aqui representado, pode ver tudo o que existe em qualquer parte do Universo. Krishna lhe dá o poder de ver tudo o que ele queira ver — o passado, o presente e o futuro. E assim, pela misericórdia de Krishna, Arjuna e o devoto puro são capazes de ver tudo.

Krishna aqui enfatiza alegando a Arjuna que ele não pode ver a forma Universal com seus olhos atuais. E que por isso, lhe dara olhos divinos. Pra que possa observar toda a opulência mística dEle "Krishna" através da forma Universal! 

 Um devoto puro, não quer e não gosta de ver Krishna em nenhuma outra forma, exceto Sua forma original como sendo a única e verdadeira pessoa; o devoto só pode ver Sua forma Universal por Sua graça, e não com a mente, mas com olhos Espirituais. Para ver a forma universal de Krishna, o próprio Senhor de todo o poder místico, não ordenou que Arjuna mudasse sua mente, mas que mudasse sua visão. A forma universal de Krishna não é muito importante; No entanto, como Arjuna queria ver a forma Universal, o Senhor lhe dá a visão própria para ver essa gigantesca forma. 

Os devotos puros que têm um relacionamento transcendental correcto com Krishna sentem-se atraídos aos aspectos amorosos, e não a uma exibição materialista de opulências. Os colegas de Krishna, os amigos de Krishna e os pais de Krishna na época de seu advento aqui na terra, jamais quiseram que Krishna mostra-se Suas opulências. Eles eram tão imersos em amor puro, que nem mesmo sabiam que Krishna era a Suprema Personalidade de Deus. Em seus intercâmbios amorosos, eles se esqueciam de que Krishna é o Senhor Supremo. Afirma-se que todos os meninos que se divertiam com Krishna eram almas muito piedosas que, após muitos e muitos nascimentos, poderam brincar com Ele. Esses meninos não sabiam que Krishna é a Suprema Personalidade de Deus. Eles O tomavam por um amigo pessoal.

Portanto, a atitude de um devoto imaculado do Senhor, é sempre tomar por encalce a medida pela qual possa se aproximar cada vez mais da Suprema causa de todas causas Espirituais em consciência de Krishna.

 


publicado por Lalanesha Dasa às 15:52

Este Album abaixo, esta para download gratuitamente é só clicar no ícone ( Lalanesha in Concert Mantras )