*Sejam*Bem-Vindos* A Morada Suprema do Amor a Deus *

Fevereiro 08 2013

"As pessoas desprovidas de conhecimento do eu da alma, não indagam sobre os problemas da vida, pois estão demasiadamente apegadas aos soldados falíveis, tais como o corpo, filhos e esposa. Embora tenham bastante experiência, mesmo assim, elas não vêem sua inevitável destruição."

Este mundo material chama-se mundo da morte.Todo ser vivo, começando da criatura mais elevada do Universo que tem durabilidade de vida e indo até os germes que vivem apenas alguns segundos, lutam pela existência. Portanto, esta vida é uma espécie de luta com a natureza material, que inflige a morte a todos. Na forma humana de vida, tem-se bastante competência para passar a compreender essa grande luta pela existência, mas estando muito apegada aos membros familiares, à sociedade, ao país, etc..., a pessoa, valendo-se de sua força física e  contando com a ajuda de seus filhos, esposa, parentes, etc..., quer triunfar contra a invencível natureza material. Embora tenha bastante experiência no assunto, adquirida de vivências passadas e dos exemplos anteriores propiciados por seus predecessores falecidos, ela não vê que os pretensos soldados lutadores, tais como os filhos, parentes, membros da sociedade e compatriotas, acabarão todos fracassando na luta. A pessoa deve analisar o fato de que seu pai ou seu avô já morreram, e de que portanto ela própria também com certeza morrerá, e igualmente, seus filhos, que serão os futuros pais dos  seus netos, também acabarão morrendo. Ninguém sobreviverá nesta luta com a natureza material. Embora a história da sociedade humana prove isto definitivamente, as pessoas tolas insistem em afirmar que, com a ajuda da ciência material, no futuro serão capazes de viver perpetuamente. Este pobre fundo de conhecimento manifestado pela sociedade humana com certeza é desencaminhador, e ele é patente quando se ignora a constituição da alma viva. Este mundo material existe apenas como um sonho, devido ao nosso apego a ele, mas na verdade a alma viva é sempre diferente da natureza material. O grande oceano da natureza material é agitado pelas ondas do tempo, e as supostas condições de vida equivalem as bolhas espumantes, que aparecem diante de nós como o eu corpório, esposa, filhos, sociedade, compatriotas, etc..

Nossos presumíveis amigos, parentes esposa e filhos não são apenas falíveis, mas  também deixam-se confundir pelo aparente fulgor da existência material. Nesse caso, eles não podem salvar-nos. Mas continuamos pensando que dentro da órbita da família, sociedade ou nação, estamos salvos.

Todo o avanço materialista da civilização humana é como os enfeites de um corpo morto. Todos são um corpo morto que oscila apenas por alguns dias, e no entanto toda a energia da vida humana está sendo desperdiçada em decorar este corpo morto. As pessoa desprovidas de conhecimento espiritual da alma estão desencaminhadas, porem quem tem a compreensão da alma tornando-se um servo do Senhor Supremo, tem a perfeita inteligência acerca deste conhecimento transcendental e não se deixa confundir.


publicado por Lalanesha Dasa às 22:13

Intercâmbios
Este Album abaixo, esta para download gratuitamente é só clicar no ícone ( Lalanesha in Concert Mantras )