*Sejam*Bem-Vindos* A Morada Suprema do Amor a Deus *

Abril 18 2013

 

Todas as manifestações cósmicas, móveis e inertes, afloram em consequência das diferentes actividades da energia de Krishna. Na existência material, criamos diferentes relacionamentos com diferentes entidades vivas que não passam de energia marginal de Krishna; sob a acção de Sua energia,  algumas delas aparecem como nosso pai, mãe, avô, criador, etc., mas na verdade são partes integrantes de Krishna. Nesse caso, estas entidades vivas que parecem ser nosso pai, mãe, etc. são exactamente Krishna. A palavra sustentador significa “criador”. Não apenas nosso pai e mãe são partes integrantes de Krishna, mas o criador, o avô e a avó, etc., também são Krishna. De fato, qualquer entidade viva, sendo parte integrante de Krishna, é Krishna. Todos os Vedas, portanto, têm como objetivo apenas Krishna. Todo o conhecimento que conseguimos extrair dos Vedas é apenas um passo progressivo que nos leva a compreendermos Krishna. Aquele tema que nos ajuda a purificar nossa posição constitucional é especialmente Krishna. Da mesma maneira, a entidade viva que tem curiosidade para compreender todos os princípios védicos é também parte integrante de Krishna e nesse caso também é Krishna. Em todos os mantras védicos, a palavra OMé uma vibração sonora transcendental e também é Krishna. A meta última é Krishna, embora as pessoas não saibam disso. Quem não conhece Krishna segue a trilha errada, e sua marcha aparentemente progressiva é parcial ou alucinatória. Aproximar-se das diferentes energias de Krishna é aproximar-se de Krishna de maneira indirecta. Todos devem aproximar-se de Krishna diretamente, pois isso poupará tempo e energia. Por exemplo, se existe a possibilidade de subir ao topo de um edifício com o auxílio de um elevador, por que alguém iria pelas escadas, degrau por degrau? Tudo repousa na energia de Krishna; portanto, sem o refúgio em Krishna nada pode existir. Krishna é o governante supremo porque tudo Lhe pertence e tudo existe em Sua energia. Krishna, estando situado nos corações de todos, é a testemunha suprema. As residências, regiões ou planetas em que vivemos também são Krishna. Krishna é o abrigo final, e portanto todos devem abrigar-se em Krishna, seja para protecção, seja para mitigar suas misérias. E sempre que tivermos que aceitar protecção, é bom sabermos que nossa protecção deve ser uma força viva. Krishna é a entidade viva suprema. E como Krishna é a fonte da qual somos gerados, ou o pai supremo, ninguém pode ser um melhor amigo do que Krishna, nem tampouco pode alguém ser um melhor benquerente. Krishna é a fonte que origina a criação e o repouso último após a aniquilação. Krishna é, portanto, a eterna causa de todas as causas. 

Krishna fornece calor e retem o envio da chuva. Krishna é a imortalidade e também a morte personificada. Tanto o espírito quanto a matéria estão em Krishna.

Krishna, através de Suas diferentes energias, difunde calor e luz através da eletricidade e do Sol. Durante o verão, é Krishna quem impede a chuva de cair do céu, e depois, durante a estação das chuvas, Ele envia incessantes torrentes de chuva. A energia que nos sustenta, prolongando a duração de nossas vidas, é Krishna, e no final Krishna vem até nós como a morte. Analisando todas estas diferentes energias de Krishna, pode-se verificar que para Krishna não há distinção entre matéria e espírito, ou, em outras palavras, Ele é tanto matéria quanto espírito. Na fase adiantada da consciência de Krishna, portanto, não se fazem tais distinções, pois se vê Krishna em tudo.


publicado por Lalanesha Dasa às 21:41

Este Album abaixo, esta para download gratuitamente é só clicar no ícone ( Lalanesha in Concert Mantras )