*Sejam*Bem-Vindos* A Morada Suprema do Amor a Deus *

Setembro 09 2013

Krishna a Suprema Personalidade de Deus diz:

Todo aquele que, no fim de sua vida, abandone seu corpo, lembrando-se unicamente de Mim, no mesmo instante alcança Minha natureza consagrada e imaculada. Quanto a isto, não podera haver qualquer das dúvidas.

Aqui, nesta completa e louvada ordem sumaria, Krishna frisa a importância de se estar em consciência de Krishna. Quem quer que abandone seu corpo em consciência de Krishna transfere-se de imediato à natureza transcendental do Senhor Supremo. O Senhor Supremo é o mais puro dos puros. Por isso, qualquer um que esteja sempre consciente de Krishna é também o mais puro dos puros. A palavra (“lembrar”) é importante. Ter lembrança de Krishna não é possível para a alma impura que não praticou a consciência de Krishna em serviço devocional. Portanto, todos devem praticar esta consciência de Krishna desde o começo da vida. Se alguém quer ser bem-sucedido no fim de sua vida, o processo de lembrar-se de Krishna é essencial. Portanto, deve-se cantar constante e incessantemente o maha-mantra — Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare/ Hare Rãma, Hare Rãma, Rãma Rãma, Hare Hare. Nas escrituras Sagradas aconcelha-se que devemos ser tão tolerantes como uma árvore e desprovidos de todo o falso prestigio, e só assim podemos ser bem sucedidos em consciência de Krishna. Pode haver muitos impedimentos quando cantamos Hare Krishna. Entretanto, tolerando todos esses obstáculos, devemos continuar a cantar Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare/ Hare Rãma, Hare Rãma, Rãma Rãma, Hare Hare para que no final de nossas vidas possamos nos beneficiar por completo com a consciência de Krishna.

Cantando Hare Krishna, uma pessoa pode sempre pensar em seu objeto de adoração, o Senhor Supremo. Esta prática o purificará, e no final de sua vida, devido a seu cantar constante, ele será transferido ao reino de Deus. A prática de yoga consiste em meditar na forma de Deus dentro de si; da mesma forma, cantando Hare Krishna concentramos nossa mente sempre no Senhor Supremo. A mente é instável, e por isso é necessário forçá-la a ocupar-se em pensar em Krishna. Um exemplo dado com frequência é o da lagarta que pensa em tornar-se uma borboleta e desse modo se transforma em borboleta na mesma vida. De maneira semelhante, se sempre pensarmos em Krishna, e nessa constância sempre cantarmos ou recitarmos o Grande cântico para a libertação da mente Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare/ Hare Rãma, Hare Rãma, Rãma Rãma, Hare Hare, é certo que, no fim de nossas vidas, teremos a mesma constituição corpórea de Krishna e de seus atributos. 

Senhor Krishna enfatiza a importância de lembrarmo-nos dEle. Ao recitarmos Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare/ Hare Rãma, Hare Rãma, Rãma Rãma, Hare Hare, reavivamos nossa memória de Krishna. Por meio dessa prática de cantar e ouvir a vibração sonora do Senhor Supremo, ocupamos nosso ouvido, língua e mente. Esta meditação mística é muito fácil de praticar, e também nos ajudará a alcançar o Senhor Supremo com muita facilidade mesmo havendo certos obstaculos.

De todas as vibrações transcendentais, e de todos os sacrifícios, o cantar de Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare/ Hare Rãma, Hare Rãma, Rãma Rãma, Hare Hare, é o processo que mais puramente representa Krishna. 

 A mente é tão forte e obstinada que, às vezes, supera a inteligência, embora o que se espera é que a mente seja subserviente à inteligência. Para um homem que vive o cotidiano e que tem de combater tantos elementos opositores, decerto é muito difícil controlar a mente. Valendo-se de artifícios, talvez a pessoa estabeleça mentalmente uma relação equilibrada com amigos e inimigos, mas em última análise homem nenhum no mundo pode agir assim, pois isto é mais difícil do que controlar o vento tempestuoso.

Por isso as escrituras Sagradas dão a seguinte explicação:

“O indivíduo é o passageiro no carro do corpo material, e a inteligência é o condutor. A mente é o instrumento de direcção, e os sentidos são os cavalos. Dessa forma, o eu goza ou sofre na associação com a mente e os sentidos. Esta idéia é defendida pelos grandes pensadores.”

Supõe-se que a inteligência dirija a mente, mas a mente é tão forte e obstinada que muitas vezes domina até mesmo a própria inteligência da pessoa, assim como uma infecção aguda pode superar a eficácia do remédio. Presume-se que tal mente forte seja controlada pela prática de yoga, mas tal prática nunca é viável para uma pessoa que tenha que de enfrentar o mundo. A analogia usada aqui é apropriada: ninguém pode capturar a ventania. E é ainda mais difícil capturar a mente turbulenta. A maneira mais fácil de controlar a mente, é cantar com toda a humildade "Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare/ Hare Rãma, Hare Rãma, Rãma Rãma, Hare Hare", o grande cântico da libertação. O método prescrito é que deve-se ocupar a mente por completo em Krishna. Só então não restarão outras ocupações para agitar a mente.


publicado por Lalanesha Dasa às 22:57

Este Album abaixo, esta para download gratuitamente é só clicar no ícone ( Lalanesha in Concert Mantras )