*Sejam*Bem-Vindos* A Morada Suprema do Amor a Deus *

Julho 30 2014

 

O ser vivo, como parte integrante do Supremo, é originalmente Espiritual, puro e livre de todas as contaminações materiais. Portanto, por natureza ele não se sujeita aos pecados do mundo material. Mas quando está em contacto com a natureza material, ele não hesita em agir de muitas maneiras pecaminosas, e às vezes age até contra a sua própria vontade. De modo que é muito veemente a pergunta que Arjuna faz a Krishna sobre a natureza pervertida das entidades vivas. Embora às vezes não queira agir em pecado, mesmo assim, a entidade viva é forçada a agir. No entanto, as acções pecaminosas não são impelidas pela Superalma situada internamente, mas são devidas a uma outra causa, como o Senhor explica a seguir.

A Suprema Personalidade de Deus Krishna disse a Arjuna seu discípulo:

É somente a luxúria, Arjuna, que nasce do contacto com o modo material da paixão e mais tarde se transforma em ira, que é o inimigo pecaminoso que a tudo devora neste mundo.

Sendo assim explicado por Krishna a razão pela qual uma pessoa sem ela mesmo querer torna-se obrigada a agir pecaminosamente, isso se deve quando ela entra em contacto com a criação material e se associa com o modo da paixão, seu amor eterno por Krishna transforma-se em luxúria. Ou, em outras palavras, o sentimento de amor a Deus transforma-se em luxúria, assim como o leite em contacto com o tamarindo ácido vira iogurte. Por sua vez, quando não é satisfeita, a luxúria se converte em ira; a ira se transforma em ilusão, e a ilusão dá continuidade à existência material. Portanto, a luxúria é o maior inimigo da entidade viva, e é apenas a luxúria que induz a entidade viva pura a permanecer enredada no mundo material. A ira é a manifestação do modo da ignorância; os modos se apresentam como ira e outros corolários. Se, portanto, do modo da paixão, ao invés de degradar-se ao modo da ignorância a pessoa eleva-se ao modo da bondade pelos métodos prescritos para a forma correcta de viver e agir, então, ela pode escapar da degradação produzida pela ira através do apego Espiritual.

A Suprema Personalidade de Deus expandiu-Se em muitos através de Sua sempre crescente bem-aventurança Espiritual, e as entidades vivas são partes integrantes desta bem-aventurança Espiritual. Elas também têm independência parcial, mas, pelo abuso de sua independência, quando a atitude de serviço se transforma na propensão ao gozo dos sentidos, eles ficam sob o domínio da luxúria. Na criação material, o Senhor oferece às almas condicionadas situações favoráveis para que satisfaçam suas propensões luxuriosas, e quando se frustram completamente com as prolongadas actividades luxuriosas, tais entidades vivas começam a indagar sobre sua verdadeira posição.

E é neste ponto que começam as indagações a respeito dessa acção luxuriosa, indagando sobre o Supremo Senhor: deve-se indagar sobre o Supremo. Pois o Supremo é definido como a origem de tudo. Logo, a origem da luxúria também está no Supremo. Se, portanto, a luxúria se transformar em amor ao Supremo, ou se transformar em consciência de Krishna _ isto é, se alguém passa a desejar tudo para Krishna _ então a luxúria e a ira poderão ser Espiritualizadas. Nesse sentido, o Senhor Krishn induz Arjuna a satisfazer o Senhor, empregando sua ira contra seus inimigos. Portanto, quando empregadas em consciência de Krishna, a luxúria e a ira tornam-se nossas amigas ao invés de nossas inimigas.

publicado por Lalanesha Dasa às 20:54

Este Album abaixo, esta para download gratuitamente é só clicar no ícone ( Lalanesha in Concert Mantras )