*Sejam*Bem-Vindos* A Morada Suprema do Amor a Deus *

Abril 20 2013

“O Senhor Supremo é o controlador de todos os outros controladores, e Ele é o maior de todos os diversos líderes planetários. Todos estão sob Seu controle. A todas as entidades é designado um poder específico pelo Senhor Supremo; elas próprias não são supremas. Ele é também digno de adoração por todos os semideuses e é o supremo diretor de todos os diretores. Portanto, Ele é transcendental a todas as espécies de líderes e controladores materiais e é adorado por todos. Não há ninguém maior que Ele, e Ele é a causa suprema de todas as causas.”

“Ele não possui forma corpórea como a de uma entidade viva comum. Não há diferença entre Seu corpo e Sua alma. Ele é absoluto. Todos os Seus sentidos são transcendentais. Qualquer um de Seus sentidos pode executar a ação de qualquer outro sentido. Portanto, ninguém é maior do que Ele ou igual a Ele. Suas potências são multifárias, e assim Seus actos são executados automaticamente como uma sequência natural.”

á que tudo existe em total opulência na Personalidade de Deus e existe em total verdade, a Suprema Personalidade de Deus não tem que executar dever algum. Aquele que precisa receber os resultados do trabalho tem um dever que lhe é designado, mas quem não precisa conseguir nada dentro dos três sistemas planetários certamente não tem dever. Mesmo assim, o Senhor Krishna ocupa-Se. Embora Ele esteja acima de todas as regulações das escrituras reveladas, Ele não faz nada que transgrida as escrituras reveladas.

A fim de que se mantenha o equilíbrio e tranquilidade social para o progresso na vida espiritual, existem costumes familiares tradicionais destinados a todo homem civilizado. Embora essas regras e regulações sejam para as almas condicionadas e não para o Senhor Krishna, Ele as seguiu porque veio para estabelecer os princípios da religião. Do contrário, os homens comuns seguiriam Seus passos, porque Ele é a maior das autoridades. 

Sendo assim Krishna mesmo afirma dizendo:

Se Eu não executasse deveres prescritos, todos estes mundos seriam levados à ruína. Eu seria a causa da criação de população indesejada, e com isso Eu destruiria a paz de todos os seres vivos.

 A fim de conter a população indesejada que perturba a paz da sociedade em geral, há regras e regulações prescritas pelas quais a população pode automaticamente tornar-se pacífica e organizada para o progresso espiritual na vida. Quando o Senhor Krishna vem, é natural que Ele se envolva com estas regras e regulações a fim de manter o prestígio e a necessidade de tais empreendimentos valiosos. O Senhor é o pai de todas as entidades vivas, e, se as entidades vivas são desorientadas, indirectamente a responsabilidade recai sobre o Senhor. Portanto, sempre que há desrespeito geral pelos princípios reguladores, o próprio Senhor advém e corrige a sociedade. Devemos, porém, notar cuidadosamente que, embora tenhamos que seguir os passos do Senhor, é bom nos lembrarmos de que não podemos imitá-lO. Seguir e imitar não estão no mesmo nível. Devemos seguir Suas instruções, mas não podemos imitá-lO em momento algum.

“Devemos simplesmente seguir as instruções do Senhor e de Seus servos autorizados. Suas instruções são todas boas para nós, e qualquer pessoa inteligente as executará conforme foi instruída. Todavia, deve-se evitar a tentativa de imitar as acções deles. Ninguém deve tentar imitar o Senhor Shiva, que bebeu o oceano de veneno.” 

Devemos sempre considerar como superior a posição dos controladores, ou aqueles que podem realmente controlar os movimentos do Sol e da Lua. Sem este poder, ninguém consegue imitar esses controladores, que são superpoderosos. Ao beber veneno, o Senhor Shiva chegou a engolir um oceano, mas se qualquer homem comum tentar beber pelo menos uma pequena porção desse veneno, acabará morrendo. Há muitos pseudodevotos do Senhor Shiva que querem ficar fumando ganja (maconha) e outras dessas drogas intoxicantes, esquecendo-se de que, com essa tentativa de imitar os actos do Senhor Shiva, eles estão chamando a morte para bem perto. Da mesma forma, há alguns pseudodevotos do Senhor Krishna que preferem imitar o Senhor em Sua relação amorosa, ou a dança do amor, e esquecem-se de que não conseguem nem tomar para si, a criação de todo o Universo. É melhor, portanto, não tentar imitar os poderosos, mas simplesmente seguir-lhes as instruções; nem deve tentar ocupar-lhes os postos quem não tem qualificação para isto. São muitas as “encarnações” de Deus que não possuem o poder da Divindade Suprema!

Assim como os ignorantes executam seus deveres com apego aos resultados, os eruditos também agem similarmente, mas sem o apego, e com o propósito de conduzir as pessoas no caminho certo.

A pessoa em consciência de Krishna e a pessoa que não está em consciência de Krishna diferenciam-se por desejos diferentes. Quem é consciente de Krishna não faz nada que não conduza ao desenvolvimento da consciência de Krishna. Ele pode até agir tal qual o ignorante, que está demasiadamente apegado a atividades materiais, mas enquanto este se ocupa em actividades para a satisfação de seus sentidos, o devoto se ocupa para a satisfação de Krishna. Portanto, quem é consciente de Krishna deve mostrar ao povo como agir e como aplicar os resultados da acção para o objectivo da consciência de Krishna.

Para não perturbar a mente dos homens ignorantes apegados aos resultados fruitivos dos deveres prescritos, o sábio não deve induzi-los a parar de trabalhar. Ao contrário, trabalhando com espírito de devoção, ele deve ocupá-los em todas as espécies de actividades para que pouco a pouco desenvolvam a consciência de Krishna.

Portanto, a alma realizada que está em consciência de Krishna não deve perturbar as actividades ou compreensão alheias, mas sim agir demostrando como os resultados de todo trabalho podem ser dedicados ao serviço a Krishna. O sábio consciente de Krishna agirá de tal maneira que a pessoa ignorante trabalhando para o prazer dos sentidos, possa aprender como agir e como comportar-se. Embora não se devam perturbar as actividades do homem ignorante, alguém que já desenvolveu alguma consciência de Krishna pode ocupar-se directamente no serviço do Senhor, sem esperar por outras fórmulas védicas. Para este homem afortunado, não há necessidade de seguir os rituais védicos, porque, através da consciência de Krishna directa, ele pode auferir todos os resultados que de outra forma obteria por seguir os deveres que lhe são prescritos.

publicado por Lalanesha Dasa às 23:23

Intercâmbios